27/11/2015 às 09h05min - Atualizada em 27/11/2015 às 09h05min

Terrorismo

TERRORISMO BRASILEIRO

 

Após duas tragédias seguidas, provocadas pelo Estado Islâmico em Paris na França, que abalou o mundo e em Mali, na África, onde invadiram um hotel de luxo na capital Bamaka, fazendo centenas de reféns e matando 27 turistas, de várias nações, liberando apenas hóspedes muçulmanos, que tinham que recitar o “shahara”, declaração de fé islâmica, é necessário acordar e procurar solução.

Vendo crescer a covardia dos fanáticos islâmicos, atacando de surpresa, nos diversos cantos e meios do mundo. Onde a própria vida dos terroristas não lhes vale nada, é mais que hora, do mundo civilizado de diferentes credos e governos, se unirem para eliminar tais fanáticos, que matam e morrem em nome de um deus fajuta, criado por eles.

Porém, tal terrorismo, afasta o foco, dos principais problemas brasileiros, entre eles, o maior e o mais recente, da esfera não política pura, como o rompimento da barragem “Samaro”, em Mariana MG.  Além de vidas humanas, está custando, ao largo de sua passagem, em diversos rios, grandes e pequenos, de vidas, como peixes, animais, plantas e, principalmente, todo um eco sistema, que levará a extinção milhares de plantas e demais seres vivos existentes na região que acompanha os rios contaminados com argila e minério e que a cada nova chuva, irá aumentar sua devastadora destruição.

Já frigia de Minas Gerais a lama mortal de minérios contaminados, onde deixou sem água potável, dezenas de municípios, ribeirinhos do leito por onde passa, chegando ao Estado do Espírito Santo pelo (ex) Rio Doce, passando pela bacia hidrográfica de Colatina e Linhares, dois grandes municípios, para finalmente atingir o mar e suas praias do Oceano Atlântico, causando um impacto, ainda impossível de dimensionar.

Por acaso, este acidente fenômeno não é um ato de terrorismo? O que de fato, autoridades constituídas de todos os órgãos públicos e empresa responsável, providenciaram para diminuir ou eliminar este fenômeno? Agora, chegando nas praias, onde o turismo é forte e atinge “medalhões” que gozam do privilégio de seus paraísos, é possível que algo maior aconteça.

Pergunta: Como se permite construir tais arapucas? Pelas informações agora obtidas, existem centenas assim inclusive em Santa Catarina. As fiscalizações, Federal e Estadual, tão eficiente em executar, multar, e até eliminar micro e pequenas empresas, quando não se encontram nas condições ideais de funcionamento, fazem como, com tais empresas gigantes? Não existem técnicos competentes? Ou são técnicos complacentes?

Sim, eliminar o Estado Islâmico é notícia que não pode calar, mas, a mídia, a imprensa, precisa usar os mesmos termos, com os acidentes que ocorrem em nosso país, como o caso de Mariana-MG, bem como, o terrorismo da saúde pública, onde todo dia morrem pessoas por falta de atendimento na porta de hospitais, ausência de remédios, de transplantes e até por negligência.

Existe terrorismo também na Segurança, onde policiais mal armados enfrentam e morrem lutando contra bandidos, verdadeiras milícias de armas potentes, destruindo bancos, carros forte, ou simplesmente atacando e matando brasileiros que usam ruas e estradas para o lazer ou trabalho ou mesmo em suas casas ou apartamentos invadidos.

Mas o que esperar do Brasil, se o maior terrorismo ocorre em Brasília, onde os 3 presidentes, da Câmara, do Senado e da República, governam apenas para si, com mais de 90% de rejeição? Terroristas, que infelizmente, o povo brasileiro elegeu.

Vamos pensar?

Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »