30/01/2016 às 09h07min - Atualizada em 30/01/2016 às 09h07min

Comércio de Flor da Serra registra falso aumento econômico

Acefss registrou um aumento de R$ 19,65%, no entanto inflação ficou acima do anunciado causando uma queda de 10,11% no movimento econômico

Flor da Serra do Sul

Segundo o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Flor da Serra do Sul (Acefss), Nilton Moroni o comércio teve um aumento de 19,65% no movimento econômico registrado no final de ano, no período de festas. O aumento é em comparação ao mesmo período do ano de 2014. No entanto o empresário faz uma ressalva. “Se considerarmos os aumentos dos produtos neste ano que passou, sabemos que a inflação de 2015 anunciada é baseada somente nos produtos da sexta básica, que ficou acima dos 9%, mas, na realidade o aumento passou longe dos 30%, então olhando desta forma, ouve uma queda, acredito que em torno de 10,11%”, declarou o presidente da Acefss.

Atualmente a Associação Comercial e Empresarial do município conta com a participação de 38 associados. “Ainda não fizemos uma reunião para explanarmos sobre o movimento, mas pelo que ouvi de alguns, os relatos não são animadores”, lamentou Moroni. Para o período de carnaval, o presidente da entidade, explica que nada muda no cenário. “A Páscoa é animadora sendo que alguns anos o período foi até melhor que o Natal”, declarou.

Para o ano de 2016 algumas ações da Acefss já estão programadas. No dia 11 de junho acontece o Arraial, possivelmente em parceria com o Festival da Canção Municipal. Também será realizado o Show de Prêmios e há um planejamento para escolha da Rainha ou Miss Flor da Serra do Sul. Neste ano também será feito o lançamento do CD, com cinco músicas inéditas, da grande ganhadora do último Festival da Canção de 2015, Danielle Chorna.

“Quero agradecer a todos os associados que nos ajudaram no ano passado nos eventos, que participaram das reuniões e nos apoiaram”, agradeceu Moroni lembrando em especial da Administração Municipal. “A prefeita Lucinda da Rosa não tem medido esforço para ajudar as empresas, ao presidente da Secretaria da Indústria e Comercio, Rogério, e também ao presidente da Cultura, Leonel”, declarou Moroni afirmando que para o comércio e indústria se fortalecerem neste período é necessário trabalhar ainda mais.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »