10/02/2016 às 10h06min - Atualizada em 10/02/2016 às 10h06min

Ortopedista alerta para as consequências da mochila pesada

Divulgação

As férias escolares estão chegando ao fim e, mais uma vez, um antigo problema preocupa especialistas: o excesso de peso nas mochilas escolares. O sobrepeso induz a má postura e pode causar dores nas costas e forçar as articulações de ombros, joelhos e tornozelos.

O médico ortopedista e traumatologista Joaquim Reichmann ressalta que o peso máximo da mochila ou bolsa deve ser de no máximo 10% do peso corporal. Além disso, equilibrar o peso entre as duas alças é uma das alternativas para reduzir os riscos de dores e futuras complicações posturais. Muitas vezes, no entanto, uma pequena imperfeição da coluna vertebral é agravada pelo acessório pesado. A prática clínica permite constatar que 40% dos estudantes sofrem com dores nas costas e nos ombros.

Na maioria das vezes, as crianças nem percebem o excesso de esforço para carregar as mochilas. Cabe aos pais orientá-los e fornecer mochilas com rodinhas, sempre que possível. Porém, nesse caso, é fundamental ter cuidado com a alça do carrinho que deve estar em altura apropriada. A Sociedade Brasileira de Ortopedia Pediátrica alerta que as costas devem estar retas ao puxá-la. Já, quando a mochila for carregada nas costas, a recomendação é que seja usada durante o menor tempo possível. “Jamais se deve brincar com peso nas costas, pois sobrecarrega a coluna vertebral”, destaca Reichmann.

Além de mochilas adequadas, o diálogo entre pais e escola é considerado fundamental para equacionar o problema. Algumas instituições têm adotado medidas que reduzem a quantidade diária de material que precisam levar – uma alternativa considerada adequada por Reichmann. “As escolas devem disponibilizar armários, diminuir o máximo possível o peso das mochilas, criando um sistema para que os livros pesados fiquem nas próprias salas de aula”, ressalta. 

Os problemas causados pelo excesso de peso não afetam somente jovens estudantes, mas adultos e idosos também podem sofrer com o uso de mochilas ou bolsas pesadas demais. Nesses casos, as dores e tendinites nos ombros acompanham as dores nas costas. As mochilas tipo carteiro, que os estudantes usam somente num lado do ombro, são mais prejudiciais ainda, pois desequilibram a musculatura de um lado do corpo em relação ao outro.

A solução desse problema passa por várias providências: diminuir o peso da mochila, ginástica especializada para corrigir má postura, mochilas com rodinhas, armários escolares para colocar materiais volumosos e pesados, entre outros.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »