28/03/2016 às 09h09min - Atualizada em 28/03/2016 às 09h09min

Nereu se despede da secretaria de Agricultura

O agricultor Nereu Ceratti ficou a frente da Secretaria de Agricultura de Flor da Serra do Sul por um ano e nove meses

Secretário de Agricultura, Nereu Ceratti e responsável pelos alvarás, Amarildo Goffi mostra um trator que será destinado a patrulha mecanizada

A frente da Secretaria de Agricultura de Flor da Serra do Sul por um ano e nove meses, o agricultor Nereu Ceratti, trabalha na pasta somente até semana que vem. “Vou me afastar devido ao período eleitoral”, explica Nereu afirmando que continuará em contato com os agricultores e demais amigos.

Nereu conta que foi criado na agricultura e adquiriu experiência também laborando no Sintraf. Foi vereador de 2008 a 2012 e atualmente é um dos diretores da Cresol no município. Nereu lembra que na juventude também foi presidente do Grupo de Jovens, e membro da diretoria da Igreja da linha Tatetos e do Esporte Clube Havaí.

“Tudo valeu a pena e percebo que dentro da Secretaria de Agricultura aprendi muito. Tive uma equipe de trabalho muito boa mesmo, sempre contei com o apoio da prefeita Lucinda da Rosa e dos vereadores. Sei que consegui fazer um trabalho diferenciado neste período. Fico orgulhoso por isso”, admitiu Nereu.

Dos trabalhos realizados, Nereu, destaca a parceria com o Conselho da Agricultura que aprovou seus projetos e deu base para o desenvolvimento pioneiro no município da implantação dos setores da Secretaria. Isso é uma patrulha mecanizada levada para pontos estratégicos ficando a disposição das comunidades no interior. Os veículos recebem manutenção da Secretaria quando necessário, mas são utilizados pelos agricultores, que tem o seu próprio caixa para trabalho. Atualmente são cinco patrulhas: São Bento/Tilongo e Novo Horizonte; Verde/Araçá/Real; Lambari/Arroio; São José/São João; e Associação dos Pequenos Agricultores. “Foi algo que deu muito certo e os agricultores apoiaram, tanto que muitas comunidades pedem por sua patrulha também, como os da Santa Terezinha e Santo Ângelo”, comenta Nereu.

Também foram realizados trabalhos nas Associações, como a da São Bento, onde foi reformada a indústria de melado, onde trabalham mais de 20 associados. A Associação de Avicultura também foi impulsionada através de projetos e da recente aquisição de uma máquina bobcat, que deve entrar em funcionamento em breve.

“Outro trabalho que vem surtindo muito resultado é a Feira da Agricultura Familiar, realizada a cada 15 dias. Os agricultores vêm e vendem seus produtos na cidade, é algo inédito para Flor da Serra do Sul”, afirma Nereu.

O secretário também iniciou a implantação do programa de sementes de pastagens, 50% de verão e 50% de inverno, para que os produtores de leite tenham mais uma alternativa para baixar os custos de produção. “São cerca de 400 agricultores beneficiados”, defende o secretário lembrando o projeto de inseminação. “Consegui implantar mais alguns botijões de inseminação, tudo em vista do melhoramento genético”, argumenta. Os produtores de leite contam também com o apoio do projeto Leite Sudoeste mantido em parceria com o Governo do Estado, onde recebem assistência técnica e recurso para ser aplicado em suas propriedades. Outro projeto implantado foi o de distribuição de calcário, para melhoramento do solo.

“Demos um salto na agricultura de Flor da Serra do Sul. O mais positivo de tudo isso foi à melhora no atendimento. Motivamos toda a equipe e a união e o gosto pelo trabalho prevaleceram. Aprendi muito e agradeço a todos que estiveram comigo e estão aqui pela Agricultura do município”, finalizou. 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »