31/03/2016 às 11h16min - Atualizada em 31/03/2016 às 11h16min

Professores do Programa Cooperjovem participam de capacitação

Divulgação

O Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop/SC) promoveu neste mês de março, em Chapecó, os primeiros encontros dos Grupos de Estudos Pedagógicos (GEPs) de 2016. O evento reuniu, em dois dias de capacitação, professores e coordenadores das cooperativas que atuam com o Programa Cooperjovem no oeste catarinense.

Segundo a professora de São Miguel do Oeste, Aliete Inês Mittmann, que participou da formação, foi realizado apresentação do andamento dos Projetos Educacionais Cooperativos (PEC´s) desenvolvidos nas escolas e orientação sobre avaliação do Programa pela instrutora Maria Denise Crespo Nunes.  “O evento oportunizou o conhecimento de práticas pedagógicas baseadas na cooperação através da apresentação das diversas escolas presentes.  Possibilitou também a apresentação do projeto realizado na Escola Amália Daltoé Agostini   em parceria com a Sicoob São Miguel”, destacou. 

Aliete disse ainda que a formação continuada subsidia o alicerce ao planejamento e a realização de ações e atividades apoiadas na adoção de valores cooperativos, na prática educacional e fundamentos para desenvolver a cultura da cooperação. “A formação dos professores é oferecida de acordo com os pressupostos do Programa. Fundamenta a prática da cooperação, a solidariedade, a ajuda mútua entre a comunidade escolar.  A democracia e os valores vivenciados na escola são percebidos nas relações sociais e se refletem no ensino aprendizagem de professores e alunos”, enfatizou.

Atividade

As atividades foram conduzidas pela instrutora Denise Nunes e contaram com o acompanhamento da assistente de promoção social do Sescoop/SC, Thalyta Correia. O objetivo foi iniciar a preparação das escolas para a continuidade dos Projetos de Educação Continuada (PEC´s) em sala de aula neste ano, ampliando a visão para aperfeiçoar o desenvolvimento das atividades. “Criamos uma ferramenta inovadora que pretende conhecer o que pensam alunos, famílias, professores, funcionários e gestores sobre os efeitos do CooperJovem em todas as escolas”, ressalta a coordenadora de promoção social do Sescoop/SC, Patricia Gonçalves de Souza.

   A avaliação, segundo Patricia, será aplicada pelas cooperativas e escolas parceiras da iniciativa até o mês de abril. “Com isso, poderemos observar os resultados quantitativos e qualitativos da implementação da nova metodologia do CooperJovem, aplicada através da realização dos Projetos Educacionais Cooperativos (PEC´s)".

Durante a formação, Denise retomou o processo pretendido, destacando questões do cooperativismo, do Cooperjovem, da escola, mudança na cultura escolar para formar cidadãos mais cooperativos, ato político e ato cooperativo, entre outros aspectos.

Os Projetos de Educação Continuada têm por objetivo a construção de um ambiente cooperativo em sala de aula para originar atitudes de respeito, colaboração e compreensão entre alunos e professores, bem como favorecer a construção coletiva de conhecimentos.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »