04/05/2016 às 10h03min - Atualizada em 04/05/2016 às 10h03min

AveSui América Latina traz debate sobre a sucessão na agricultura familiar

O futuro da suinocultura e a sucessão na agricultura familiar foram tema do primeiro debate da AveSui América Latina - Feira da Indústria Latino Americana de Aves e Suínos. Na terça-feira, 3, o secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Moacir Sopelsa, o presidente da Cidasc e vice-presidente da Faesc, Enori Barbieri, o diretor executivo do Sindicarne, Ricardo Gouvêa, e o presidente da ACCS, Losivanio de Lorenzi, trataram dos desafios e perspectivas para o agronegócio catarinense. A 15ª edição da Avesui acontece entre os dias 03 e 05 deste mês no CentroSul, em Florianópolis.

 O êxodo rural é uma das principais ameaças à continuidade da agricultura familiar em Santa Catarina, estimativas mostram que 40% das propriedades rurais do estado não têm um sucessor. De acordo com o presidente da ACCS, muitos jovens saem do campo em busca de melhores oportunidades nas cidades, principalmente por falta de remuneração fixa e de meios para concluir os estudos.

 Para enfrentar o desafio de atrair e manter os jovens no campo, o Governo do Estado, através do Programa SC Rural, investe na formação de jovens rurais nos cursos de Gestão, Liderança e Empreendedorismo, além de apoiar projetos que levam internet e telefonia para o meio rural. O secretário da Agricultura Moacir Sopelsa acredita que iniciativas como esta preparam os jovens para os desafios que terão estando à frente da propriedade e também mostram as possibilidades de aprimorar as atividades e crescer cada vez mais. “A agricultura mudou e os agricultores devem estar preparados para essas mudanças. Hoje um produtor rural deve ser visto como um empresário, uma pessoa que têm um negócio e que trabalha para ter renda e qualidade de vida”.

 Entre os maiores desafios para manter a atratividade no meio rural está a falta de infraestrutura, principalmente estradas e internet. Sopelsa ressalta que os agricultores devem ter as mesmas condições daqueles que moram nas cidades. “Não se mantém ninguém na agricultura sem infraestrutura, boas estradas, energia elétrica de qualidade e acesso aos meios de comunicação”.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »