03/06/2016 às 15h40min - Atualizada em 03/06/2016 às 15h40min

Alunos da Escola Claudino Crestani visitaram a Casan

Cerca de 60 alunos fizeram visita técnica a Estação de Tratamento de Água do município de Palma Sola

Aproximadamente 60 alunos das turmas do 9º ano da E.E.B. Claudino Crestani, de Palma Sola, participaram da visita técnica a Estação de Tratamento de Água (ETA), que fica localizada no interior, sentido linha Progresso do Oeste. A ETA é coordenada pela Companhia Catarinense de Água e Saneamento – Casan.

A iniciativa foi proposta pela professora, Jéssica Pauletti, que ministra aulas na disciplina de Ciências. O objetivo principal foi acompanhar na prática a separação de misturas, como por exemplo, decantação/filtração/floculação, que já tinham sido trabalhados anteriormente em sala de aula. “Todos os alunos se envolveram na atividade e questionaram sobre diferentes dúvidas”, frisou a professora.

Para a aluna, Angela Telles de Lara, a visita técnica foi produtiva. “Em especial observar como é possível a organização da água entre os floculadores, decantadores e filtros. Os testes realizados me chamaram atenção, pois é possível de forma simples ver como acontece a floculação. Esse é um dos modos de saber quanto produto químico colocar na água”, comenta a aluna.

 

PROCESSO – Na oportunidade foi possível acompanhar todo o processo do tratamento, sendo que um técnico orientou a explicação das etapas. A captação da água é feita no rio Chicão, depois é bombeada até os floculadores, onde é despejado um aditivo químico que permite a junção de partículas de sedimentos presentes na água, esses flocos formados ficam suspensos nas calhas dos decantadores e posteriormente a água passa por filtros, que no fundo comportam areia, pedra e carvão mineral.

Todo o processo é automatizado, contudo, para um melhor entendimento, o técnico da Casan acionou a lavagem dos filtros, desse modo, pode-se observar o quanto de sujeira existe na água. Reunidas, estas impurezas são nomeadas como lodo, atualmente elas voltam para o rio, logo abaixo da captação, mas futuramente este lodo servirá de adubo. Durante a visita, o técnico explicou e demonstrou como são feitos os testes de turbidez, PH, floculação, do flúor e do cloro.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »