05/08/2015 às 15h18min - Atualizada em 05/08/2015 às 15h18min

Ministro recebe plano de trabalho de municípios afetados por enchente no Oeste

Prefeito de Anchieta, Ari Prestes de Oliveira, participou da reunião ontem, dia 4, em Brasília

Redação
Região
Ascom/Mariana Raphael

O Ministério da Integração Nacional já recebeu o relatório de perdas e o plano de trabalho de seis municípios que tiveram prejuízos devido as fortes chuvas que atingiram a região Oeste de Santa Catarina recentemente. Durante audiência realizada nessa terça-feira, dia 4, em Brasília, com prefeitos dos municípios afetados e parlamentares catarinenses, o ministro Gilberto Occi, se comprometeu em dar agilidade na liberação dos recursos e na execução de ações que visem à recuperação da infraestrutura danificada pelas chuvas. 

O ministro garantiu a liberação, via Defesa Civil, de kit de pontes pré-moldadas e a construção de casas modulares para famílias que perderam a residência.

Participaram da reunião os prefeitos Daniel Kothe, de Saudades; Mauri Zucco, de Coronel Freitas (ambos decretaram situação de calamidade pública); Danilo Daga, de Águas Frias; Ari Prestes, de Anchieta; Vilmar Sabino da Silva, de Bom Jesus; Rosimar Maldaner, de Maravilha; Ricardo Maldaner, de Modelo; Volmir Pirovano, de Nova Erechim; Antônio Domingos Ferrarini, de Nova Itaberaba; Fabiano da Luz, de Pinhalzinho; e Idacir Orso, de Xaxim. Também participaram da reunião os deputados federais Pedro Uczai (PT), Celso Maldaner (PMDB), Esperidião Amin (PP) e Valdir Colatto (PMDB), o senador Dário Berger e o deputado estadual Mauro de Nadal (PMDB).

Conforme o ministro Gilberto Occi, no dia 30 de julho a presidenta Dilma editou a Medida Provisória 686, que garante R$ 4,6 bilhões em linhas de crédito para auxiliar a reconstrução de municípios atingidos por desastres naturais em todo o Brasil, medida que contempla os municípios do Oeste.

Já foram protocolados no ministério oito planos de trabalho, referentes aos municípios de Coronel Freitas, Saudades, Xaxim, Planalto Alegre, Cordilheira Alta e Abdon Batista. De acordo com o secretário-adjunto da Defesa Civil estadual, Rodrigo Moratelli, Coronel Freitas e Saudades foram reconhecidos como calamidade pública e, por esse motivo, possuem dois planos cada, sendo um exclusivo para reconstrução de casas.  Ao todo, 15 municípios foram afetados e o ministério ainda aguarda a entrega de documentos, por parte do governo do Estado, de reconhecimento da situação de emergência nos outros municípios. Fonte/Ascom. 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »