06/08/2016 às 09h07min - Atualizada em 06/08/2016 às 09h07min

Epagri de Anchieta capacita agricultores através de cursos

Agricultores receberam palestras e também fizeram visitas in loco para conhecer os experimentos

Divulgação

Nos últimos meses os agricultores de Anchieta tiveram uma agenda agitada. O Escritório Municipal da Epagri promoveu três cursos que capacitaram os profissionais em sistemas agroflorestais, qualidade do leite e piscicultura.

 

SISTEMAS AGROFLORESTAIS (SAFs)

O tema era até então inédito entre as capacitações oferecidas no Extremo Oeste do Estado. Como parte da programação foi realizada uma excursão à cidade de Dois Vizinhos, no Paraná, onde os agricultores conheceram experimentos da Universidade Técnica Federal do Paraná (UTFPR) na área.

Os participantes do curso conheceram sistemas agroflorestais com ênfase na produção de banana e de outras frutas nativas e naturalizadas. Também foi abordada a integração da produção de gado de leite com frutas e madeira em SAFs, de  modo a gerar bem-estar animal, melhoria das condições do solo e do ambiente e maior renda, promovendo a formação de novas paisagens mais adequadas aos ecossistemas naturais locais.

Conforme informação dos profissionais da Epagri de Anchieta, estes dois eventos foram um marco regional inicial para a construção desta nova alternativa de produção de alimentos, que é mais integrada com os ecossistemas naturais.

Além de agricultores, participaram técnicos da Epagri de diversos municípios da região e professores do Centro de Educação Profissional (Cedup) de São Miguel do Oeste. As atividades foram realizadas com recursos do Programa SC Rural.

QUALIDADE DO LEITE

O tema foi tratado em curso realizado na Unidade de Referência Técnica (URT) que a Epagri mantém na propriedade do agricultor João Deamiro dos Santos. Foram feitas demonstrações de higiene e limpeza na ordenha e sanidade dos animais. Os participantes discutiram ainda como a manutenção de uma pastagem perene bem manejada em piquetes pode contribuir para a sanidade do leite.

Um médico veterinário e um engenheiro agrônomo deram instruções para os agricultores. Entre os alunos estavam agricultores e agricultoras do município que têm a produção leiteira como principal atividade agrícola, na maioria beneficiários do Programa SC Rural. O objetivo do evento foi orientar sobre a importância da qualidade do leite, higiene, limpeza da sala de ordenha, sanidade dos animais e a boa qualidade das pastagens.

 

PISCICULTURA

O curso de piscicultura básica realizado teve como objetivo orientar os agricultores na produção de peixes para comercialização e também para consumo próprio. Agricultores e técnicos do município tiveram acesso a informações básicas, como condições ideais de localização e construção dos tanques, adubação e características da água, espécies e sistemas de criação mais adequados.

Anchieta tem em média 2.000mm de chuva por ano, muitos açudes e tanques para produção de peixe, mas o potencial é ainda maior. Atua no município uma indústria de pescado pertencente a Oeste Bio, por isso a Epagri resolveu apoiar mais fortemente a piscicultura como atividade econômica adicional.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »