01/10/2016 às 08h47min - Atualizada em 01/10/2016 às 08h47min

Agricultores catarinenses voltam a investir na produção de milho

Aumento da safra 2016/17 poderá resultar em uma produção de 2,9 milhões de toneladas

Na contramão da tendência histórica, a safra 2016/17 terá aumento na área plantada de milho em Santa Catarina. Motivados pelo aumento no preço do grão, os produtores catarinenses voltaram a investir no milho e pela primeira vez em 15 anos, a área plantada vai crescer no Estado.

A estimativa inicial é que o aumento seja de 1,57% - serão 5.778 hectares a mais de milho grão plantado em Santa Catarina, que podem resultar em uma produção de 2,9 milhões de toneladas. A expectativa para a próxima safra foi divulgada pela Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca na terça-feira, dia 20, durante encontro com lideranças do setor.

Mesmo com um crescimento na produção de 9,65%, chegando a 2,9 milhões de toneladas de milho na próxima safra, Santa Catarina ainda se mantém como grande importador do grão. O Estado é um polo da suinocultura e avicultura e consome aproximadamente 6 milhões de toneladas de milho por ano, são mais de 16 mil toneladas consumidas todos os dias pela cadeia produtiva de aves e suínos.

A produção pode estar longe de atender a demanda catarinense, mas o secretário da Agricultura Moacir Sopelsa está otimista. “Nós sempre seremos importadores de milho, nossa demanda é muito grande. Somos o maior produtor de suínos do país e o segundo maior produtor de aves, o que nós queremos é diminuir essa dependência dos outros Estados”, afirma.

Para o milho silagem as previsões também são positivas, com um aumento na área plantada para a safra de 2016/17 de 1,83%, resultando em 211 mil hectares destinados ao plantio. Com a expectativa de clima favorável, a produção deverá ser de 8,3 milhões de toneladas, 2,45% maior que a da safra anterior.

 

SOJA

A área plantada de soja também deve aumentar na safra 2016/17, porém em um ritmo menor do que nos últimos anos. A área destinada ao plantio vinha crescendo cerca de 8% ao ano, e na próxima safra o aumento será de 1,65%. Serão 646 mil hectares plantados. O aumento da produtividade deverá resultar em uma produção 6% maior do que na safra anterior, 2,2 milhões de toneladas.

 

REALIDADE REGIONAL

Segundo o agrônomo e ex-gerente regional da Epagri de São Miguel do Oeste, João Carlos Biasibetti, esse aumento do tamanho da área plantada de milho é resultado do aumento do preço da saca, que no ano passado ficou numa média de R$ 45 a R$ 48. O aumento foi consequência da demanda e também do estoque internacional estar baixo. “O granjeiro é um empresário e está certo em buscar o que mais gera renda”, comenta Biasibetti.

A informação é reforçada pelo agrônomo e pesquisador da Universidade Fronteira Sul, Leandro Galon. Ele afirma que o milho ‘rende’ mais do que a soja, em se tratando de alta tecnologia, pois num mesmo hectare o milho pode produzir de três a cinco vezes mais que a soja. “Por isso com o preço em alta o agricultor, normalmente, vai optar pelo que é mais vantajoso”, garante. A estimativa para a safra 2016/17 é que o valor da saca fique entre R$ 38 a R$ 42, dependendo do comprador o valor poderá ser maior.

O gerente da Cooperativa Coopertradição, de Palma Sola, Valdenir Barbieri, esclarece que no Estado esse aumento será registrado, mas que em alguns municípios da região isso não ocorrerá. “Palma Sola será um exemplo disso, aqui à área de milho cultivada foi menor em comparação com o ano passado”, conta Valdenir. Para o gerente a realidade do município é diferente, pois existem casos isolados onde os granjeiros optaram pela soja devido ao custo de produção ser menor. O valor do custo de plantio de milho é de em média R$ 2 mil a R$ 2,3 mil, por hectare, dependendo da tecnologia, enquanto a soja gira em torno de R$ 600 a menos. “É um caso isolado”, reafirma Valdenir lembrando que nos outros municípios de atuação da Unidade da Coopertradição de Palma Sola, como: Anchieta, Campo Erê, Dionísio Cerqueira e Flor da Serra do Sul, haverá um aumento da área cultivada com milho. “Mas nada que reflita muito”, minimiza. 

 

EXPECTATIVA SAFRA 2016/2017

 

Milho em grão:

- Anchieta - 1.500ha

- Campo Erê - 3.700ha

- Guarujá do Sul - 800ha

- Palma Sola - 2.000ha

- São José do Cedro - 3.900ha

- *Flor da Serra do Sul – 2.500ha

 

Milho silagem:

- Anchieta - 2.100ha

- Campo Erê - 1.000ha

- Guarujá do Sul - 1.200ha

- Palma Sola - 1.000ha

- São José do Cedro - 3.200ha

 

Soja:

- Anchieta - 1.350ha

- Campo Erê - 19.500ha

- Guarujá do Sul - 1.200ha

- Palma Sola - 9.200ha

- São José do Cedro - 5.100ha

- *Flor da Serra do Sul – 2.500ha

 

*Em Flor da Serra do Sul os dados divulgados pelo IBGE dizem respeito apenas ao plantio de 2016. Os dados que incluem 2017 deverão ser divulgados no próximo mês.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »