22/10/2016 às 09h15min - Atualizada em 22/10/2016 às 09h15min

Rota dos Cânions é destaque na TV

Turismo anchietense foi destaque em programa televisivo da RBS e matéria de capa no jornal Diário Catarinense

“Os frutos do nosso trabalho estão sendo colhidos”. Essa é a afirmação do principal idealizador do projeto Ar Livre Ecoturismo de Anchieta, Anderson Cavasin. Ele concedeu na última semana uma entrevista para o grupo RBS de Televisão de Chapecó, onde pode apresentar as belezas naturais da Rota dos Cânions de Anchieta para todo o Estado.

A matéria, veiculada durante o Jornal do Almoço no dia 11 desse mês, está disponível na página do Facebook do projeto de turismo, e mostra alguns dos principais pontos do turismo de Anchieta.

Breve histórico

Anderson lembra que o projeto começou a nascer em 2006, quando as cachoeiras começaram a ser catalogadas no município. Hoje já são 113 quedas d’água mapeadas. A partir daí, buscou-se atividades que pudessem ser realizadas no município para incrementar a rota das cachoeiras. “Então começamos o trabalho com o parapente, foi colocada a rampa no Morro do Sol, criada a estrutura e começamos a desenvolver o projeto da Rota dos Cânions”, lembra Anderson.

Depois veio o rapel. “Tínhamos um amigo que morava aqui e que era instrutor, então trabalhamos com isso, mas quando ele foi embora tivemos que parar por falta de instrutor”, explica. No entanto esse impasse deve ser resolvido ainda essa semana, uma vez que um instrutor de rapel de Brasília virá para Anchieta durante este fim de semana para ministrar um curso para oito pessoas que, a partir daí, estarão aptas a conduzir os turistas.

Desenvolvimento a nível regional

Mas foi no início de 2015 que o projeto começou a ganhar mais atrativos. “A rota das cachoeiras já estava formada, mas decidimos acrescentar mais coisas, então hoje temos 55 quilômetros de percurso que passa pelo interior do município, pelas cachoeiras e termina no morro do Sol onde temos os voos de parapente”, detalha Anderson. O Morro do Sol é um lugar bem conhecido dos Anchietenses, onde os participantes da rota podem apreciar o pôr do Sol a uma altitude de 820 metros.

O apoio dos veículos de comunicação teve grande importância para a divulgação do projeto a nível regional. Rádio, Jornais, redes sociais e agora a Televisão com matérias veiculadas pela RIC e também pela RBS. “Com isso conseguimos alcançar todos os públicos. Pra se ter uma noção, são em média 30 mil pessoas que acessam nossa página no Facebook mensalmente. Dessa forma nosso trabalho vai se consolidando cada vez mais, colhemos os frutos de anos acreditando no potencial do turismo de nossa cidade e investindo nisso”, salienta Anderson.

Calcula-se que aproximadamente mil pessoas já tenham conhecido a Rota dos Cânions. Os passeios são realizados em grupos que variam de 10 a 40 pessoas, sendo o valor de R$ 35 por pessoa. Com o recurso que o projeto está conseguindo através das visitas e dos voos de balão, a intenção é melhorar o que for possível na estrutura da rota já existente e estudar a criação de novas rotas pelo interior do município. “Uma das coisas mais gratificantes é fazer as pessoas felizes, não apenas os visitantes, mas também as pessoas que são de Anchieta, moram fora e hoje olham nosso município com outros olhos”, finaliza.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »