04/08/2017 às 15h06min - Atualizada em 04/08/2017 às 15h06min

Ex-prefeito de Palma Sola, Domingos, divulgou nota sobre a denúncia apresentada no MP

À pedido: NOTA DE ESCLARECIMENTO

DOMINGOS LOCATELLI, ex-prefeito do município de Palma Sola, juntamente com os ex-secretários denunciados pelo Ministério Público, vem perante a comunidade Regional se manifestar acerca da denúncia apresentada e divulgada pelos meios de comunicação nos últimos dias, nos seguintes termos:

A denúncia dos fatos foi anônima, puramente com intuito de prejudicar a imagem dos ex-administradores do Município de Palma Sola. Se fossem sérias e verdadeiras, poderiam e deveriam ter sido feitas com nome, sobrenome e endereço dos denunciantes, até para servirem de eventuais testemunhas de acusação.

O Ministério Público Estadual cumprindo com o seu dever de apurar todo e qualquer fato denunciado, apresentou denúncia junto ao Poder Judiciário, o que é o seu dever, até para garantir o direito de ampla defesa e o contraditório dos acusados, diga-se, denunciados “anonimamente”.

Nunca os denunciados praticaram qualquer ato que possa ter causado um único centavo de prejuízo ao erário público de Palma Sola. Pelo contrário tudo foi feito e para que se cumprisse o princípio da eficiência na aplicação dos escassos recursos públicos, na mais absoluta transparência visando sempre o bem comum. Prova disso são os altos investimentos em obras, melhorias e programas deste período de governo.

A denúncia apresentada pelo Ministério Público é uma grande oportunidade para os denunciados comprovar para a população de Palma Sola e para a comunidade regional que nada de ilícito foi praticado e que as denúncias são atos meramente políticos praticados por pessoas que sequer tem coragem de se identificar e com intenção única e exclusiva de criar embaraço, constrangimento, discórdia e prejuízo político aos denunciados, o que é reprovável em todos os sentidos e um ato de covardia.

Nas ações em que os denunciados já foram citados, não há em momento alguma qualquer menção de pagamentos feitos com superfaturamento, ou valores não aplicados corretamente, mas sim somente alegações de que os valores de compras por Secretarias durante o ano de 2016, ultrapassaram o valor de R$8.000,00, sem que tenha sido feito licitação.

Afirmamos que estamos com a consciência tranquila pelo dever cumprido e cientes de que enquanto detentores de cargos públicos respeitamos e honramos a confiança em nós depositados nas urnas pela população de Palma Sola.

Como os fatos deverão ser apurados em processo que em regra é de longa duração, a população do Município de Palma Sola, que conhece todos os denunciados, poderá e saberá dar crédito que merece a denúncia anônima feita ao Ministério Público e que deu causa aos processos instaurados.

Por fim ressaltamos, com o crédito que temos perante a população do Município de Palma Sola, que nunca praticamos nenhum ato que tenha causado prejuízo aos cofres públicos, sendo que tudo será esclarecido quando em momento oportuno, quando nos for dado a oportunidade.

Salientamos que temos o maior respeito pela Justiça e principalmente pelo Ministério Público, que tem o dever de apurar toda e qualquer notícia, mesmo que anônima, a respeito da aplicação dos recursos públicos, no entanto será comprovado que todos os atos praticados foram em consonância com os ditames legais, e essencialmente gastos com honestidade, onde nenhum dos citados, se beneficiou ou permitiu que alguém se beneficiasse do dinheiro público de Palma Sola.

 

Palma Sola, 04 de agosto de 2017.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »