11/05/2018 às 10h38min - Atualizada em 11/05/2018 às 10h38min

Nova eleição do Parlamento Jovem

No dia 27 de abril a prefeita municipal de Flor da Serra do Sul, Lucinda Ribeiros de Lima Rosa, e o presidente da Câmara de Vereadores Vanderlei Chorna foram até o cartório eleitoral de Marmeleiro assinar novo convênio para realização do Projeto Parlamento Jovem no município. Também assinaram o convênio o juiz eleitoral Márcio de Lima e a chefe do cartório de Marmeleiro, Andrea Rolim de Moura.

O Projeto Parlamento Jovem foi criado pela Justiça Eleitoral há 12 anos, e foi trazido para os municípios que compõe a 140ª Zona Eleitoral por iniciativa do Juiz Eleitoral Márcio de Lima. Trata-se de um projeto realizado em parceria com as escolas e Câmaras Municipais, onde acontece um mini processo eleitoral que elege dentre os alunos, os vereadores mirins.

A ideia é despertar, nos jovens participantes, reflexões acerca de cidadania, política, democracia e a importância da participação de todos os cidadãos no processo eleitoral. O grande desafio do Projeto consiste em fazer a inclusão social, política e econômica dos jovens que estejam com idade entre 12 e 18 anos, de forma que eles tenham uma participação política consciente, livre e democrática.

Nesse contexto, o TER-PR propõe às escolas conveniadas a realização de um processo eleitoral entre seus alunos, como forma de suscitar discussões a respeito de temas relevantes tanto para a convivência escolar quanto para a inserção do aluno em um contexto mais amplo de atuação cidadã.

Em outubro do ano passado foram realizadas as eleições dos vereadores Mirins de Flor da Serra do Sul, com a participação das escolas estaduais Barão do Rio Branco e Escola de Campo do Tatetos. Neste mês de maio iniciam as atividades de assinaturas de convênios com os municípios participantes.

 

Detalhamento das Atividades

A escola deverá indicar quem serão os alunos participantes, podendo optar por:

  • Indicar somente estudantes de um ano escolar específico, por exemplo: somente os sétimos ano, ou os primeiros anos do ensino médio, OU
  • Trabalhar o projeto com todas as turmas e anos escolares da escola;
  • Realizar a eleição somente em um turno OU
  • Realizar o projeto em todos os turnos, mas realizando uma eleição por turno (para que os alunos não precisem ir à escola em um turno diferente do seu para fazer a campanha eleitoral).

Compete à Câmara de Vereadores

  • Organizará nas suas dependências a visita dos estudantes à Câmara Municipal;
  • Auxiliará na organização da Diplomação dos Eleitos;
  • Planejará e executará a participação dos vereadores mirins/jovens na atuação parlamentar por um ou dois anos, dependendo do que for estabelecido no Projeto.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »