29/05/2018 às 11h18min - Atualizada em 29/05/2018 às 11h18min

Secretário da Comunicação reforça necessidade de checagem de informações

A proliferação de notícias falsas em momentos de crise representa um risco para o agravamento de situações já complicadas. A avaliação é do secretário de Estado da Comunicação, Gonzalo Pereira, que reforça a necessidade dos cidadãos sempre checarem as informações que recebem, especialmente por meio das mídias sociais e de aplicativos como o WhastApp.
"Em um momento como esse, há pessoas que se aproveitam para disseminar conteúdo falso ou compartilhar acontecimentos antigos como se fossem atuais. Por isso, é importante que o cidadão sempre confirme se aquilo que está compartilhando é, de fato, verídico. Isso pode ser feito por meio de uma simples checagem nos órgãos oficiais de comunicação, como o portal do Governo Estado, ou nos veículos de comunicação que possuem uma reconhecida reputação de não disseminar fake news", afirma Pereira.
Desde a última terça-feira, toda a equipe da Secretaria de Estado da Comunicação trabalha em um regime especial para repassar informações devidamente checadas à população e atender aos órgãos de imprensa. Esse trabalho ocorre por determinação do governador Eduardo Pinho Moreira de dar total transparência às ações de governo e continuará até que a situação de abastecimento se normalize em Santa Catarina. 

"Continuaremos a informar os catarinenses da melhor maneira possível. E o cidadão pode ter a certeza de que aquilo que está disponível no www.sc.gov.br é um conteúdo confirmado e checado", diz o secretário.

Gonzalo ressalta ainda os esforços do governo de Santa Catarina para manter os serviços básicos funcionando para a população, especialmente nas áreas de saúde, segurança pública e educação. Como exemplo positivo, ele conta que, mesmo depois de uma semana de paralisação dos caminhoneiros, 93% das escolas estaduais tiveram aulas normalmente nesta segunda-feira e que os atendimentos na saúde, especialmente nas áreas de urgência e emergência, não sofreram alteração.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »