31/01/2019 às 09h41min - Atualizada em 31/01/2019 às 09h41min

Aline segue carreira no handebol

Em maio de 2018 a palmassolense Aline Biger, atleta de handebol revelada pela equipe do município de Palma Sola foi para Itajaí, jogar pelo clube Marcílio Dias. Aline, que já tem no currículo uma passagem pela seleção brasileira na conquista do Pan Americano Juvenil feminino, neste ano jogará pela equipe de Concórdia. Ela se apresentou para o novo time na semana passada, para iniciar os treinamentos do ano visando às competições mais próximas, a primeira deve ser disputada em março.
A atleta conta que sair de casa para jogar profissionalmente é uma grande experiência. “No começo foi meio difícil, apesar de eu já conhecer algumas das meninas dos acampamentos da seleção em que participamos juntas. Mas eu fui bem recepcionada por elas lá e também pelos técnicos, e em pouco tempo eu já me sentia em casa”, conta Aline, que dividia uma casa com outras jogadoras da equipe de Itajaí.
Sobre as diferenças em quadra Aline conta que a experiência de passar pela seleção, já ter passado por Itajaí e agora estar indo para um novo clube a ajuda a crescer. “É sempre diferente e a gente sempre aprende. Cada técnico tem um jeito de explicar, uma forma de ensinar e a sua maneira de pensar. Até eu me adaptar demorou um pouco, mas agora é só fazer o que eles pedem, e jogar”, conta.
Pela equipe de Itajaí Aline disputou os Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), que é na categoria adulto. “Eram todas mais velhas que eu, e eu jogando pelo primeiro ano. Estávamos disputando o terceiro lugar da competição e nos últimos nove segundos de jogo, que já estava na prorrogação, eu consegui fazer o último gol, para desempatar e ajudar a equipe a conquistar o bronze. Acho que esse foi um dos momentos mais especiais, mais marcantes até hoje”, conta.
Ao longo do ano e participando das atividades da seleção Aline conta que recebeu o reconhecimento do técnico. “Então todo esse tempo que eu fiquei longe de casa já valeu a pena. Você escutar do técnico da seleção que você evoluiu já faz tudo valer”, destaca.
Agora Aline, que está com 17 anos, joga pela Associação Atlética Universitária (AAU) de Concórdia, esse é o último em que ela joga pela categoria juvenil, depois passará para o adulto. “Espero mais oportunidades, poder crescer e evoluir. Desde criança em penso em chegar na seleção e saber que é uma possibilidade me ajuda a focar, a me dedicar. Agora eu agradeço ao handebol de Palma Sola, ao clube de Itajaí, especialmente aos técnicos que me ajudaram a chegar até aqui.
Associação Atlética Universitária 
O técnico Alexandre Schneider, que coordena a AAU apresentou na segunda quinzena de janeiro os novos rostos que passam a integrar o elenco, incluindo a palmassolense Aline. “Este ano resolvemos investir em atletas que tenham potencial para os Joguinhos Abertos, mas, que também possam contribuir com a equipe adulta. Trouxemos a princípio cinco novas atletas de categorias de base e uma atleta adulta. E ainda estamos na eminência de buscar mais uma ou duas atletas para compor a equipe adulta, para aí sim, termos um grupo tão ou mais forte que o que tínhamos até o ano passado”, disse Schneider.
E o motivo para a comissão técnica e atletas retornarem aos treinamentos já na segunda quinzena deste mês é o mais animador possível: a disputa do Panamericano de Clubes, que foi oficialmente confirmado para os dias 12 a 16 de março, em Concórdia.
Sobre a atleta de Palma Sola, Alexandre explica que já tinha visto Aline jogar em 2018 e haviam até conversado sobre a possibilidade de ela já atuar no AAU, no entanto como o grupo já estava montado e a equipe estava com algumas dificuldades a contratação foi adiada para 2019. “Então esse ano, conseguimos trazer a Aline, pensando justamente em investir em atletas mais jovens para compor futuramente a equipe adulta. Vemos nela um grande potencial, ela é uma atleta que tem tudo pra chegar a uma seleção brasileira nas categorias maiores. Valorizamos o trabalho de base que Palma Sola fez e agora damos seguimento investindo na atleta, justamente por vermos muito potencial técnico”, salienta.
Aline vai fazer parte da equipe de joguinhos, treinando e compondo também a equipe adulta do time, justamente para aumentar o rendimento.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »