28/02/2019 às 10h09min - Atualizada em 28/02/2019 às 10h09min

Produtora é investigada após denúncias de estudantes que pagaram por realização de formaturas

Uma produtora de eventos de Frederico Westphalen, no Norte do Rio Grande do Sul, é investigada pela Polícia Civil por suspeita de estelionato. Mais de 300 universitários em 15 cidades gaúchas e catarinenses afirmam ter sido lesados, após contratarem a empresa para organizar formaturas, mas não terem o serviço concluído.

Na terça-feira, 26, Lucas Spolti, o dono da empresa, prestou depoimento à polícia. Segundo seu advogado, Evandro Zuch, a produtora passa por dificuldades financeiras.

"Ele não conseguiu adimplir esses contratos na totalidade e agora está tentando captar alguns valores para cumprir com os outros quatro contratos que faltam", diz.

A polícia, porém, afirma que a empresa tem mais do que quatro contratos a serem colocados em dia.

"Diante dessa informação do não cumprimento das obrigações por parte da empresa, eles [estudantes] se mostraram bastante preocupados e aflitos com a possibilidade de que a formatura, da forma como planejaram, não fosse realizada", afirma o delegado Eduardo Ferronato Nardi.

Ainda de acordo com o delegado, os clientes não conseguem contato, nem por telefone, nem pessoalmente. Há pelo menos uma semana ninguém é encontrado na sede.

Diversas turmas do Rio Grande do Sul foram lesadas e procuraram a polícia, a exemplo do que ocorreu em Santa Catarina.

Fonte: G1/ Rede Peperi 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »