06/03/2019 às 09h42min - Atualizada em 06/03/2019 às 09h42min

Cooperjovem continua neste ano

A escola do Libório, em Palma Sola, é uma das que participam do projeto desenvolvido pelo Sicoob São Miguel

Palma Sola

Na semana passada a equipe do Sicoob de Palma Sola, junto com o gerente de Comunicação da cooperativa Blásio Spaniol, estiveram visitando o Núcleo de Ensino Libório Kuhn para alinhar algumas atividades do programa Cooperjovem. O programa é desenvolvido em parceria com a escola e envolve atividades com os alunos, pais e professores.

Conforme Blásio, o Sicoob São Miguel começou a trabalhar o Cooperjovem a partir do final de 2009, e em 2010 começaram as primeiras capacitações de professores, que seguem até hoje. “O programa traz uma proposta de ensino com um pensamento um pouco diferente do habitual. A atenção é voltada para um ambiente de cooperação, o que começa com os profissionais da escola e vai se repassando para alunos e pais. A ideia é entendermos o contexto do ambiente escolar, com todas as complexidades envolvidas, seus conflitos, e trabalhar pensando em formar um pensamento cooperativo nesse aluno que sai daqui e vai atuar no mundo fora da escola”, explica.

Blásio enfatiza que o propósito é criar um mundo mais cooperativo a partir das escolas. “A cada ano o projeto é reavaliado na escola, repensado, com um olhar de atualizar as demandas que devem ser trabalhadas. Juntos trabalhamos esse processo todo com a comunidade escolar envolvendo as capacitações para os profissionais que atuam dentro do projeto, e que irão participar ao longo do ano”, detalha.

Conforme ele a escola Libório é um exemplo para o Sicoob. “Aqui temos um ótimo exemplo de aplicação e progresso do programa. O desenvolvimento das atividades realizadas na escola é muito bom, e a gente vê avanços muito significativos aqui. A nossa preocupação hoje é de realizar bons investimentos na escola para o desenvolvimento de ações sócio educativas que serão desenvolvidas aqui”, salienta.

A diretora da escola, Gilmara Pedó, destaca a importância da parceria com o Sicoob. “O projeto em si veio para enriquecer muito o trabalho da escola com os alunos, professores e comunidade. Hoje a nossa escola trabalha em cima do projeto educacional cooperativo. Essas formações que temos, são muito ricas em termos de conhecimento, e nos oferecem uma visão diferenciada como profissionais da educação e como pessoas”, finaliza.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »