26/03/2019 às 08h20min - Atualizada em 26/03/2019 às 08h20min

Como proteger seu filho nas redes sociais

Se você está pensando em deixar para conversar com seu filho sobre o bom uso das redes sociais somente quando ele estiver na adolescência, pense melhor nisso. Mesmo que suas crianças ainda não tenham autorização para usar o celular e o computador, muitos colegas da escola podem tê-los e seus filhos, uma hora ou outra, terão algum tipo de contato com isso.

Não há dúvidas de que existe uma idade apropriada para que as crianças passem a se conectar com seus colegas nas redes sociais. Algumas plataformas são cheias de inspirações e proporcionam celebrar as conquistas dos outros, além de incentivar a criatividade na forma de se expressar. No entanto, os pais devem estar cientes da possível exposição a cyberbullyng – prática de alguém que usa o espaço virtual para intimidar e hostilizar uma pessoa – e conteúdo inadequado. As crianças mais novas, em particular, podem não perceber as consequências de suas ações no mundo da internet, o que pode colocá-las em situações comprometedoras. São riscos que os aplicativos de compartilhamento de fotos, por exemplo, podem trazer.

Se você quer evitar essas possíveis situações, aqui estão algumas dicas para começar, aos poucos, a ensinar bons hábitos nas redes sociais para seus filhos:

1. Priorize a privacidade

Colocar sua conta no modo privado permite que somente seguidores aprovados possam ver, comentar e curtir o seu conteúdo. Isso pode impedir que as informações pessoais de seu filho acabem nas mãos erradas. Uma boa dica é exigir que eles tenham a conta privada e, mais, conheçam pessoalmente todos os seus seguidores. Desta forma, seu filho poderá interagir, sem riscos, com amigos e familiares.

2. Ensinar boa etiqueta

Receber comentários negativos nas mídias sociais pode prejudicar a autoestima de uma criança – e escrevê-los pode causar problemas. Converse com seu filho sobre a etiqueta adequada nas redes sociais e utilize as ferramentas disponíveis para isso. Por exemplo, alguns aplicativos permitem filtrar palavras ofensivas ou impróprias nos comentários.

3. Limitar o tempo de uso

Os pré-adolescentes ainda estão desenvolvendo a autodisciplina, então não é incomum que eles passem horas mexendo no celular ou no computador. Determine a quantidade adequada de tempo que eles devem gastar utilizando aplicativos todos os dias. Você também pode aproveitar as ferramentas disponíveis em alguns smartphones que permitem controlar o uso e limitar as distrações, como notificações.

4. Pratique o que você prega

Todos já sabem que as crianças estão sempre observando e aprendendo pelo exemplo. Ao praticar bons hábitos nas redes sociais, você estará ajudando seus filhos a terem também uma experiência virtual positiva, gratificante e inspiradora.

Fonte: Sempre Família/ Rede Peperi 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »