02/04/2019 às 10h47min - Atualizada em 02/04/2019 às 10h47min

Operação contra fraudes em carteiras de identidade cumpre mandados de prisão em três cidades do Paraná

Policiais civis cumprem, na manhã desta terça-feira (2), cinco mandados de prisão e quatro de busca e apreensão em Racho Alegre D'Oeste, na região centro-oeste do Paraná, Maringá e Sarandi, na região norte do estado. O alvo da operação é um grupo suspeito de emitir carteiras de identidade fraudulentas para criminosos e para a aplicação de golpes.

Segundo as investigações da Polícia Civil, o grupo falsificou 160 carteiras de identidade. Parte dos documentos foi utilizada para a abertura de empresas fraudulentas e golpes para recebimento de seguro-desemprego e salário-maternidade.

A polícia estima que a fraude causou um prejuízo de cerca de R$ 1 milhão aos cofres públicos. A investigação aponta que outras carteiras de identidade falsas foram vendidas para foragidos da Justiça.

Esta é a segunda fase da operação, batizada de Vucetich. Na primeira ação, em dezembro, a polícia apreendeu computadores, celulares e documentos e efetuou uma prisão em flagrante.

O alvo de um dos mandados de prisão é um servidor público da prefeitura de Rancho Alegre D'Oeste.

De acordo com a Polícia Civil, ele trabalha em um posto de confecção de carteiras de identidade e usou a função para inserir dados falsos no sistema e produzir documentos fraudados.

Segundo a polícia, um dos beneficiados pelo esquema de emissão de documentos falsos é o narcotraficante Marcelo Fernando Pinheiro da Veiga, o Marcelo Piloto, que cumpre pena na Penitenciária Federal de Catanduvas, após ser expulso do Paraguai em novembro de 2018.

O balanço de apreensões e prisões será divulgado pela Polícia Civil ao final da manhã desta terça-feira.

O G1 tenta contato com a administração municipal de Rancho Alegre D'Oeste.

Fonte: Portal Tri 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »