26/04/2019 às 08h36min - Atualizada em 26/04/2019 às 08h36min

Lojistas apostam em expansão de mercado

Bom Preço, que tem matriz em Palma Sola, chega com filial em Campo Erê oferecendo preços diferenciados

O movimento dos consumidores nas lojas de todo o País está se normalizando após a recessão econômica que atingiu o Brasil a partir de 2015. Segundo o indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio, o movimento cresceu 6,8% no ano de 2018, superando a alta de 1,1% registrada em 2017 e ficando apenas 0,5% abaixo do patamar de 2014 (período pré-crise).

Os dados são frutos de um levantamento dos volumes de consultas mensais realizadas por estabelecimentos comerciais à base de dados da Serasa – que oferece, dentre outras coisas, análises do risco de crédito que o consumidor apresenta. A média de consultas diárias ao banco de dados da empresa é de seis milhões.

É apostando nesse crescimento que a lojista Denise Reina abriu, em 2018, a sua primeira loja, a HGaRa, com peças de roupas e acessórios. Ela, que já trabalhava como lojista, mas em outro ramo, conta que era um desejo antigo ter sua loja de roupa. “Então surgiu a oportunidade e eu decidi tentar. Passou cerca de um ano, eu comecei a ficar feliz com isso, é algo que eu gosto de fazer, e meu marido decidiu apostar junto comigo em mais um projeto”, afirma.

Ela conta que por ter comprado a loja de um ponto tradicional de Palma Sola, o público que já era cliente continuou comprando no local. “Quando eu abri a ideia era oferecer produtos para todos os públicos, e eu comprei roupas de diversos preços e estilos. Mas com o passar do tempo percebi que as peças mais baratas não estavam saindo, e que parte do público sequer entrava na loja, por achar que haviam apenas peças caras ou algo assim. Então vislumbramos esse nicho de mercado, e decidimos dividir os produtos da loja em duas linhas, as peças mais sofisticadas ficaram na HGaRa e as de preços mais baixos foram realocadas para a loja Bom Preço, que abrimos em frente ao calçadão”, detalha.

Essa segunda loja foi aberta em 2019, exatamente um ano após a HGaRa. “Então começamos a estudar o mercado nos municípios da região, pensando em expandir. Visualizamos em Campo Erê um potencial, já que, após fazermos um levantamento na cidade, percebemos que lá o setor de loja de roupas era bem dividido: haviam as lojas com peças caras, e as lojas com peças no estilo de Loja 10, no entanto não havia nada no setor intermediário, que são roupas boas por um valor menor, justo. Então decidimos abrir uma filial da Bom Preço em Campo Erê, para atendermos a esse público”, enfatiza.

Aos poucos o mercado vai mostrando sinais de reaquecimento, e a aposta dos lojistas é de que o setor melhore cada vez mais. “Roupas é algo que todo mundo usa, todos precisamos, e agora há opções para todos os gostos, todos os públicos e todos os bolsos”, enfatizam.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »