20/05/2019 às 09h04min - Atualizada em 20/05/2019 às 09h04min

Prefeitura pretende adquirir financiamento de R$ 2 milhões

Objetivo é fazer investimentos em diversos setores do município. Financiamento deve ser pego com a Caixa com prazo de 10 anos para pagar

A Prefeitura de Palma Sola está conversando com os secretários municipais e iniciamos o diálogo com a Câmara de Vereadores para adquirir um financiamento, através da Caixa, de R$ 2 milhões. O recurso deverá ser investido em diversos setores do município, como Saúde, Educação e Agricultura.

Pretendemos pegar o investimento através de duas linhas de crédito da Caixa Econômica Federal. Para isso, conversamos com nossos secretários que estabeleceram e definiram prioridades em cada setor para destinarmos os recursos. Isso porque estamos enfrentando dificuldades em conseguir recursos com deputados, senadores.

O prazo para pagar o financiamento será de 10 anos, com um ano de carência. Dessa forma, se conseguirmos aprovar e liberar o que precisamos ainda nesse primeiro semestre, na metade do ano que vem começamos os pagamentos. No entanto, é preciso destacar que esses valores são estimativas apenas, mas como os itens devem ser comprados através de licitação, pode ser que seja preciso menos que os R$ 2 milhões.

Revitalização do parque

Está previsto o investimento de R$ 150 mil para a revitalização do parquinho da praça Padre Clemente. Ainda precisamos definir através de que setor o investimento deverá entrar, visto que o local é utilizado por diversas áreas como Educação e Cultura. Nosso objetivo é utilizar melhor o espaço disponível, cercar o lugar para impedir que entrem animais, o que deixaria o local mais seguro para as crianças. Pretendemos também fazer um chimarródramo, um lugar com água quente disponível para as pessoas poderem fazer chimarrão, isso em um deque que deve ser construído no obelisco.

Iluminação de led

Queremos colocar, pelo menos parte da iluminação da cidade, com luzes de led. A previsão é de R$ 300 mil para esse investimento, que será feito pela questão da durabilidade maior das lâmpadas de led, e também da economia que elas geram. É uma luz que ilumina melhor e consome menos energia. Mas a princípio teríamos em torno de 30 a 33% de economia por mês. Isso porque hoje gastando em torno de R$ 30 mil por mês com luz, com a colocação de led teríamos em torno de R$ 9 mil de economia/mês.

Cobertura da arquibancada do estádio

Isso foi uma demanda levantada pela Educação, visto que em todos os jogos que acontecem no estádio, se chove, não tem onde o público se abrigar. É importante ressaltar, que foi elencada essa prioridade da Educação porque outras coisas bem importantes vão ser feito com recursos próprios, como por exemplo, a compra de uma van, e reforma nos colégios do Libório e do Menino Deus.

Carros para a saúde

Nós temos disponível uma emenda do deputado Celso Maldaner de R$ 80 mil para a compra de um carro para a saúde. Mas entre comprar um carro pequeno ou colocar uma contrapartida e poder adquirir uma ambulância maior, optamos por comprar o veículo maior. Dessa forma vamos destinar R$ 180 mil, deste total R$ 90 é para complementar a emenda parlamentar, e o restante para comprar mais dois carros para a saúde. Esse é um investimento necessário, visto que só na semana passada tínhamos quatro carros da saúde na oficina.

Reforma de banheiros

Está previsto ainda o investimento de R$ 25 mil para a reforma dos banheiros da prefeitura, que precisam ser adequados nas questões de acessibilidade. Essas reformas teriam que acontecer de qualquer forma, então decidimos incluir no valor do financiamento.

Compra de tratores

Nosso objetivo é comprar mais dois tratores para o município. Para isso vamos utilizar R$ 150 mil provenientes do financiamento, e o restante com recursos próprios, que pretendemos conseguir com a venda de um trator mais velho da prefeitura. Os tratores novos devem ser enviados para patrulhas agrícolas, mas ainda não definimos quais.

Água na linha Brasil

A previsão é investir R$ 250 mil na construção do projeto de tratamento de água na Linha Brasil. Já temos o projeto realizado em parceria com a Casan, era pra ter vindo recursos de deputados, que inclusive vieram até aqui, mas até agora não liberaram o valor necessário, então estamos em busca do recurso para realizar a mini estação de tratamento e distribuição de água e assim resolver um problema antigo da comunidade.

Lixeiras sustentáveis

Outro item previsto para receber investimento, são as lixeiras do município. Serão compradas 300 lixeiras novas, ao valor de R$ 1,5 mil cada, total de R$ 440 mil. Dessa foram serão instaladas uma lixeira a cada 100 metros, sendo que cada uma poderá atender a 42 pessoas. Essas são lixeiras diferenciadas, gigantes, uma para o lixo reciclável, e outra para o lixo orgânico. As lixeiras vão estar adaptadas ao sistema de recolhimento automático do caminhão.

Junto com a compra das lixeiras, vamos iniciar um projeto de conscientização, em parceria com a Tucano, que deve durar seis meses, onde vai ser feito todo um trabalho em escolas, para que a separação do lixo comece a acontecer. A ideia é que começamos a cobrar a separação de lixo a partir do dia em que tivermos o equipamento. Esse item é extremamente prioritário, por que a gente precisa dar um passo à frente na questão de saneamento, limpeza, meio ambiente, enfim, sustentabilidade.

Galpão para catadores

Além da compra das lixeiras, está previsto o investimento de R$ 120 mil na construção de um galpão que poderá ser utilizado pelos catadores do município. A ideia é que seja criada uma Associação de Catadores, com o objetivo de profissionalizar esses trabalhadores, valorizar e gerar renda.

Captação de esgoto

Outro investimento que deve ser realizado é a captação do esgoto no bairro Palmares através de tubos. A ideia é captar por declive, todo o esgoto do bairro de forma encanada, e levar para a estação de tratamento de dejetos humanos, dando o destino correto para esses dejetos. Para isso, devem ser investidos R$ 250 mil.

Georeferenciamento

Por fim, será investido em torno de R$ 310 mil no georeferenciamento de Palma Sola. Isso seria um estudo geográfico da cidade, apresentando um levantamento onde será apontado quantas construções têm em cada terreno. Então poderemos realizar uma atualização cadastral para a cobrança do IPTU. Além da parte superficial de nossa geografia, serão estudadas outras camadas de terra como lençóis freáticos, nascentes de água, enfim um estudo de toda a geografia. Esse estudo vai servir como base para as criações do plano diretor, que é o que vai apontar pra onde a cidade pode crescer e como crescer. O plano diretor está previsto para o ano que vem.

Isso tudo (as estimativas de valores e locais de investimentos) foi apresentado para o Conselho de Desenvolvimento Econômico. Queremos trabalhar em conjunto, e por isso precisamos da aprovação deles, assim como, precisamos da aprovação da Câmara de Vereadores. Por enquanto estamos apenas conversando e planejando em conjunto, para que quando for para a votação, todos saibam o que é.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »