23/05/2019 às 08h29min - Atualizada em 23/05/2019 às 08h29min

Escola promove 12ª Festa do Livro

O evento em Guarujá do Sul contou com a participação de escolas de Anchieta, Princesa, Dionísio Cerqueira e São José do Cedro

Na semana passada a escola Elza Mancelos de Moura, de Guarujá do Sul, realizou mais uma edição da tradicional Festa do Livro. Chegando à sua 12ª edição, o evento atraiu cerca de 2 mil pessoas na escola, que durante dois dias puderam assistir à apresentação e encenação de obras literárias, além de ter disponível milhares de títulos para a compra. O evento contou com a visitação de alunos das escolas de Anchieta, Princesa, Dionísio Cerqueira e São José do Cedro.

Conforme a assessora de direção Rejane Goetz, o começo da Festa do Livro surgiu de uma demanda que envolvia a reprovação dos alunos. “Eu era professora ACT na época e lembro da discussão dos professores, que estavam num momento de planejamento, conversando sobre o grande número de reprovação. Então, levantaram-se várias hipóteses do que poderia ser feito e todos concordaram quando surgiu a sugestão de incentivar a leitura. A escola já tinha o projeto de leitura, mas a Festa do Livro veio para complementar, é uma atividade mais forte para enriquecer a leitura”, afirma a professora.

Ela explica que inicialmente as obras literárias são trabalhadas em sala de aula, de maneira multidisciplinar, onde são preparadas para a apresentação. “Já no primeiro dia de aula de todos os anos inicia esse trabalho, para escolhermos as obras literárias que serão tema da festa. Então, se caminha pelas disciplinas e pelos conteúdos tendo como norte o que foi escolhido, além dos conteúdos curriculares”, salienta.

Durante a Festa do Livro, são dois dias em que a escola está aberta para a comunidade. “São cinco apresentações abertas aos visitantes, sociedade e toda a comunidade escolar. Após 12 edições nossa Festa do Livro já é um sucesso. A cada ano somos surpreendidos com a grandiosidade que conseguimos alcançar”, afirma.

Dentre as obras apresentadas neste ano estão: Só Se o Computador Deixar, de Anthero Luz; João e o Pé de Feijão, dos Irmãos Grimm; e O 15 de Rachel de Queiroz. “Agradecemos imensamente a todos que se engajaram na realização da Festa. Além dos alunos atores, agradecemos também à plateia, por que teatro sem plateia não tem sentido fazer. Portanto, todos tem um papel importante, independente de entraram em cena ou não. Além disso agradecemos às famílias, afinal é emocionante ver os pais trazendo os filhos para comprar livros, sentando nas arquibancadas para apreciar as apresentações e fazendo parte da escola”, finaliza.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »