25/05/2019 às 11h01min - Atualizada em 25/05/2019 às 11h01min

Crescendo e Empreendendo

Curso promovido pelo Sebrae é voltado para jovens, e será realizado entre os dia 3 e 5 de junho em Palma Sola

Entre os dias 3 a 5 de junho, será realizado em Palma Sola um curso do Sebrae intitulado Crescendo e Empreendendo. Com ele, jovens poderão ter contado com ações que protejam o futuro através de noções de organização, autodesenvolvimento, criatividade e comunicação.

O objetivo do curso, que será desenvolvido através do Cidade Empreendedora, é capacitar pessoas que passarão a ser mentoras e estarão capacitadas para espalhar o que aprenderam em turmas menores de adolescentes. Ou seja, as pessoas que fizerem o curso estarão habilitadas a disseminar o empreendedorismo. Será uma capacitação de 23h que vai oferecer a quem participar as ferramentas para trabalhar com os jovens despertando o empreendedorismo, que é visto como uma das estratégias para a inclusão social e acesso ao mercado de trabalho. Dessa forma, por meio da experiência, os jovens podem participar e aprender com atividades práticas a sistematizar diferentes conhecimentos e transformar seus objetivos em realidade.

Uma das propostas do curso é trabalhar com jovens em estado de vulnerabilidade social. “Pensar que esses adolescentes possuem sonhos e podem realiza-los”, destaca Mateus Dal Ponte, que atua dentro do projeto Cidade Empreendedora.

Conforme Tamara Scatola, organizadora do curso, muitos jovens estão terminando o ensino médio e ainda não sabem qual caminho seguir, qual faculdade executar. “Esse curso tem objetivo de ajudar os jovens a tomarem decisões, para que façam boas escolhas”, destaca.

Na semana passada, Tamara passou em algumas turmas da escola Claudino Crestani, para fazer um convite às pessoas para participarem do curso.

Mas afinal, o que é empreendedorismo?

Saber empreender é saber abrir e gerenciar negócios, certo? Errado. Empreendedorismo é muito mais que isso. É adotar atitudes que contribuam para o alcance e bons resultados no cotidiano da vida. Ou seja, para começar a ser um bom empreendedor não basta ser bom de negócios, é preciso ser bom no desempenho escolar, nas relações familiares e nas ações sociais como um todo.

A organização destaca ser muito importante a participação de todas as pessoas da comunidade que estejam interessadas e queiram aprender através desse projeto. “Com o seu apoio e o de todas as entidades envolvidas, podemos incentivar e organizar a formação de turmas para que os jovens comecem a transformar a sua realidade”, finalizam.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »