28/05/2019 às 08h46min - Atualizada em 28/05/2019 às 08h46min

Exército encerra Operação Ágata na região

O Exército Brasileiro finalizou, nesta segunda-feira, 27, as ações da Operação Ágata/Fronteira Sul 2019 na faixa de fronteira no Oeste de Santa Catarina. Com o emprego de aproximadamente 800 militares, as Forças Armadas reuniram tropas de Florianópolis, Joinville, Blumenau, Curitiba (PR), além de homens lotados em São Miguel do Oeste sob a coordenação da 14ª Brigada de Infantaria Motorizada (14ª Bda Inf Mtz), que deslocou seu Centro de Comando e Controle para o Extremo-Oeste Catarinense.

A ação repressiva e preventiva contra os crimes transfronteiriços ainda contou com a parceria dos demais órgãos de Segurança Pública como as polícias Militar, Civil, Federal e Rodoviária, além do Corpo de Bombeiros e agências fiscalizadoras estaduais e federais como o IBAMA, a CIDASC, e as receitas Federal e Estadual.

De acordo com o comandante da 14ª Bda Inf Mtz, general Miranda, em cinco dias ininterruptos de ações operativas, foram montados dezenas de Postos de Bloqueio e Controle de Estrada, realizando o apoio ao cumprimento de Mandados de Busca e Apreensão de drogas e armamento, patrulhamento de estradas e diversas missões aéreas que permitiram o reconhecimento da faixa de fronteira e de vias terrestres.

Foram empregadas centenas de viaturas do Exército, das polícias Federal, Militar e Civil, um helicóptero da Polícia Civil e sistemas de comunicação via rádio e satélite, além de cães farejadores.

Ao todo, cerca de 1500 veículos leves, 60 motos, 50 caminhões e 40 ônibus/van foram vistoriados. Aproximadamente 50 quilos de droga, 60 mil dólares em espécie, oito celulares, 270 garrafas de bebidas e 29 mil maços de cigarros contrabandeados e três armas de fogo foram apreendidos. Na área ambiental, fiscais do IBAMA aprenderam dez metros cúbicos de madeira cerrada, de espécie nativa, com documentação inválida para o transporte.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »