31/07/2019 às 14h11min - Atualizada em 31/07/2019 às 14h11min

Um pedal de Campo Erê a Porto Alegre

Na semana passada, mais precisamente no domingo dia 21, cinco gremistas campoerenses iniciaram um pedal até Porto Alegre para assistir ao jogo do Grêmio, que aconteceu na quinta-feira dia 25, válido pela Copa Libertadores da América. O tricolor fez bonito e venceu a partida por 2x0 jogando contra o Libertad.
Um dos ciclistas, João Vicente, explica que tudo começou em 2017, quando o grupo de amigos, que ele ainda não conhecia, assistia a um jogo do Grêmio pela libertadores e prometeram que se o tricolor fosse campeão eles iriam até Porto Alegre de bike. A equipe venceu a competição e a promessa ficou em aberto para ser cumprida. “No ano passado não conseguiram ir, então planejaram para este ano. Quando me convidaram eu achava que estavam brincando, os chamei de loucos e disse que não iria, mas quando vi que a ideia era real resolvi aceitar como um desafio”, detalha João Vicente.
Ele, que não torce pelo tricolor gaúcho e sim para a equipe do São Paulo, explica o que o motivou a participar. “Não sou muito ligado ao futebol, não costumo assistir a jogos e nem acompanhar os campeonatos. Participei apenas pelo ciclismo, foi a oportunidade que tive de fazer algo grande e de certa maneira incentivá-los a pagarem suas promessas”, comenta.
A preparação para o pedal contou com reuniões para definir a rota, por quais cidades passariam e onde iriam se acomodar para o descanso, bem como planejar a alimentação. “Começamos bem, mas os desafios apareceram mais no terceiro dia. Começou a chover muito, esfriou, ventava e para complicar estávamos no trecho da estrada com maior movimento e perigo. Por azar, foi no dia de maior quilometragem a ser percorrida”, conta João Vicente.
Mas nem tudo foi sofrimento, ele destaca que as paisagens por onde passaram e as amizades que fizeram valem a pena. “Por onde passávamos as pessoas vinham conversar conosco pra saber onde estávamos indo. Quando descobriam de onde viemos e tudo o que tínhamos percorrido a resposta era uma só: ‘vocês são loucos’”, lembra.
Conforme João Vicente, percorrer o caminho de bike proporciona um contato maior com o que está acontecendo ao redor. “Podemos observar com maior atenção as paisagens por quais passamos. Diversas vezes passei de carro por alguns locais que jamais tinha dado real valor e pude perceber o quanto isso é valioso. Nos últimos 10 quilômetros, houve um silêncio geral, todo mundo parecia que estava raciocinando tudo o que tínhamos percorrido e quão grande isso era. Quando avistamos a Arena, foi uma alegria muito grande, tivemos a sensação de dever cumprido e uma gratidão enorme por chegar sãos e salvos, sem nenhum problema”, afirma.
Como a viagem foi feita de bike ficou evidenciado o quanto é preciso melhorar a infraestrutura das estradas para oferecer mais segurança e trafegabilidade aos ciclistas. “As condições dos acostamentos são péssimas, muitas vezes nem sequer tinha acostamento, tivemos que rodar sobre a pista. Durante o percurso, meus colegas furaram um total de 10 pneus, a grande maioria era ocasionada por arame de pneus de caminhões que estouravam e ficavam em cima do acostamento, decorrência da péssima condição do asfalto”, detalha.
A viagem foi realizada com auxílio de um carro de apoio que continha as malas, água, alimentos e ferramentas necessárias. Foram quatro dias de pedal e diversão. “Demos muita risada e aprendemos a conviver com as diferenças. Fomos recepcionados pelos consulados do Grêmio na cidade de Carazinho e Lajeado, eles fizeram reservas nos hotéis e fizeram uma janta para confraternizarmos. O consulado de Campo Erê deu um grande apoio, nos apresentou aos demais e nos auxiliou na compra dos ingressos do jogo”, afirma.
Após voltarem para casa, já foram cogitadas algumas ideias de novos pedais desafiadores, mas não para esse ano, “O que posso adiantar é que pensamos em viajar para o exterior, deixando parecer pequena essa viagem que fizemos”, afirma. A “pequena” viagem totalizou 581 km em quatro dias, num total de 27h25 pedalando. Os aventureiros foram: João Vicente P. Viccari; Rogerio Dal Pra; Flavio Dal Mago; Enio Vichroski e João Batista Scherner.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »