16/08/2019 às 13h51min - Atualizada em 16/08/2019 às 13h51min

Migueloestino tem WhatsApp clonado após post na OLX

Vítima perdeu acesso ao aplicativo. Um dos contatos, sem saber da fraude, efetuou depósito de R$ 1.615,00 em uma conta de terceiro

O morador de São Miguel do Oeste, Mateus Klagenberg, de 23 anos, teve sua conta de WhatsApp invadida nesta quinta-feira (15) após uma publicação no site da OLX. Ele revela que atualizou o número telefônico em seu cadastro no site de negócios para efetuar a postagem de venda de uma motocicleta. Em seguida, um suposto atendente da empresa fez contato via WhatsApp solicitando um código de confirmação para que a publicação não fosse excluída. A partir do fornecimento do código, a vítima perdeu o acesso de seu aplicativo de mensagens.

Na região vários casos de clonagem de contas do WhatsApp foram registrados, mas não há informação se ocorreram por meio do site de compra e venda.

Conforme apurado pelo Oeste em Foco, o código enviado ao proprietário do número, na verdade, é o PIN de autenticação do WhatsApp. Neste momento, o golpista tenta roubar a conta do usuário para conectar em outro aparelho. Ao fazer o login com o número de telefone (que ele já tem), o WhatsApp envia para o dono do chip um SMS com o número de autenticação. Ao ter acesso a esse número, o estelionatário faz login na conta da vítima usando o seu próprio celular e comete diversos crimes. O mais comum é pedir dinheiro à contatos mais próximos.

Segundo especialistas, os golpistas costumam pedir valores entre R$ 1 mil e R$ 2 mil por contato, na esperança de que um ou outro seja convencido e faça o depósito do “empréstimo”.

Para aplicar o golpe, os criminosos enviaram a seguinte mensagem. “Eu preciso efetuar uma transferência para um amigo e não estou conseguindo da minha conta. Está dando erro de comunicação. Será que você consegue fazer para mim? Te devolvo hoje, ainda, ou amanhã cedo”.

Uma das vítimas informou na conversa que possuía cerca de R$ 2 mil disponíveis, no entanto, a conta de luz seria debitada e precisaria da devolução do valor. Ao ser convencido pelo “amigo”, o contato depositou a quantia na conta bancária em nome de Octávio de Souza Neto.Klagenberg alerta aos amigos e familiares que não efetuem nenhum tipo de quantia solicitada via WhatsApp em seu nome, especialmente em conta de terceiros. Ele registrou um Boletim de Ocorrência e o caso deve ser investigado.

Como se proteger
 

Ativar a autenticação em duas etapas impede o roubo de uma conta do WhatsApp. Além do PIN por SMS, o falsário terá que exigir tal senha para acessar a conta, o que já foge de qualquer procedimento de segurança e revela que se trata de um golpe.

Ao mesmo tempo, não acredite em tudo que recebe pelo WhatsApp, visto que OLX, ZAP e Mercado Livre, entre outros não pedem confirmação de dados pelo mensageiro.

Por fim, desconfie de amigos de sua lista de contatos, repentinamente, pedindo dinheiro emprestado, em valores altos, para supostas emergências inadiáveis. Peça por confirmação de dados do contato e em último caso, ligue pra ele e tire a prova.

Fonte: Oeste em Foco

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »