24/02/2020 às 08h37min - Atualizada em 24/02/2020 às 08h37min

Homem que matou professora no banheiro de escola é encontrado morto na prisão em SC

Ele estava preso desde a quarta-feira (19)

Divulgação

O detendo G.S.A, de 39 anos, preso de forma preventiva por ser suspeito de matar a professora Elenir de Siqueira Fontão, de 49 anos, foi encontrado morto na manhã de domingo (23). O homem estava no presídio desde a última quarta-feira (19), dia em que o crime aconteceu.

Ele estava sozinho em uma cela na Penitenciária de Florianópolis, capital de Santa Catarina. De acordo com informações do Portal Norte da Ilha, a causa da morte foi enforcamento. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Relembre o caso

A professora e diretora do Colégio Januária Teixeira da Rocha, em Florianópolis (SC), Elenir de Siqueira Fontão, de 49 anos, foi morta a facadas dentro do banheiro da instituição de ensino, na quarta-feira (19).

A Polícia Militar (PM) informou que o homem entrou no colégio após o término da aula e levou a vítima até o banheiro. Conforme o Corpo de Bombeiros, Elenir foi atingida com uma faca na lateral do pescoço. Mesmo ferida, ela conseguiu acertar uma facada na barriga do ex-companheiro.

Elenir era professora há 16 anos e estava na direção do Colégio há cerca de um ano. Ela teve choque hipovolêmico, devido a grande perda de sangue, e faleceu.

 

Informações: Norte da Ilha / Portal Tri 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »