13/04/2020 às 14h23min - Atualizada em 13/04/2020 às 14h23min

Primeira semana da barreira sanitária tem quase 3 mil veículos abordados

O maior número foi de veículos de outras localidades que entraram no município, uma média de 300 por dia.

Assessoria
A Prefeitura Municipal de Palma Sola completou na última segunda-feira, 13, uma semana da implantação da barreira sanitária no trevo de acesso ao município, próximo à Polícia Militar. Agentes das secretarias de Saúde, Educação, Defesa Civil, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros estão monitorando as condições de saúde das pessoas que entram no município. Objetivo é evitar a transmissão do coronavírus em Palma Sola.
De acordo com o Coordenador de Defesa Civil Municipal Douglas Ribeiro, foram cadastrados 680 veículos de Palma Sola que passaram pela barreira nesta primeira semana. O maior número foi de veículos de outras localidades que entraram no município, uma média de 300 por dia, totalizando 2100 veículos na semana, somente de carros de outras cidades. Contabilizando os dois casos explanados, o total é de 2780 veículos abordados na barreira sanitária. Segundo Douglas, duas pessoas abordadas foram encaminhadas para a Unidade Básica de Saúde- UBS por terem apresentado febre. Apesar disso, não apresentavam outros sintomas relacionados ao COVID-19 e não foram consideradas suspeitas, após avaliação médica.
Todos os veículos que passam pelo ponto de acesso estão sendo parados. Os profissionais estão verificando possíveis sintomas do coronavírus e aferindo a temperatura para identificar febre nos passageiros. Além disso, um banco de dados está sendo feito com informações colhidas com os passageiros, através de um check list. Uma declaração de parada está sendo entregue aos passageiros, que devem entregar de volta aos barreiristas na saída do município.
Para a secretária de Saúde Débora Prevedello a barreira está sendo um sucesso com o monitoramento da entrada e saída do município, gerando mais tranquilidade para a população. “Em nenhum momento está sendo impedida a locomoção das pessoas, mas estamos monitorando quem entra na nossa cidade. Muitos viajantes e visitantes acabam vindo até o nosso município, então fazendo esse controle podemos proteger os munícipes. Se alguém apresentar sintomas, será encaminhado para atendimento médico imediatamente, evitando o contato com a população”, explica.
O Gabinete de Crise estará se reunindo neste início da semana para definir a continuação ou não da barreira sanitária, já que a maioria das atividades comerciais já foram liberadas pelo Governo do Estado.
 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »