02/10/2015 às 11h23min - Atualizada em 02/10/2015 às 11h23min

Operação “Conta$Certa” prende empresário cedrense

Redação
Santa Catarina
Divulgação Gaeco

Na manhã desta sexta-feira dia 2, o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO) deflagrou a operação “Conta$Certa”.

Promotores de Justiça e Policiais dos GAECOs de Chapecó e Lages cumpriram 16 mandados de busca e apreensão, 11 mandados de condução coercitiva e um mandado de prisão preventiva nos Municípios catarinenses de Guarujá do Sul, Joaçaba, Pinheiro Preto, Princesa, Salto Veloso, São José do Cedro e Treze Tílias. As medidas foram decretadas pelo Poder Judiciário da Comarca de Joaçaba.

O requerimento decorreu da prática reiterada de crimes contra a ordem tributária, lavagem de capitais e organização criminosa, cometidos desde o ano de 2009. O esquema criminoso liderado por um empresário do setor de lacticínios residente em São José do Cedro, preso preventivamente durante a operação, consistia no cometimento de crimes contra a ordem tributária e dissimulação de bens e valores auferidos com esses delitos, por meio de interpostas pessoas e empresas de fachada.

Para tanto, o empresário preso se utilizava integrantes do seu grupo familiar, seja posicionando-os na administração de empresas utilizadas com o intuito de proceder à lavagem de capitais e a transferências de bens das duas empresas de Lacticínios que administra, seja movimentando as contas bancárias particulares destes.

Tramitam contra ele, nas Comarcas de Joaçaba e São José do Cedro, seis ações penais pela prática de crimes contra a ordem tributária, sendo que em duas delas já houve condenação em primeiro grau. O valor atual do débito tributário resultante da prática criminosa habitual ultrapassa R$ 32 milhões.

Ao todo, 11 pessoas foram conduzidas para prestar esclarecimentos nas sedes das Promotorias de Justiça de São José do Cedro e Joaçaba e o empresário preso, após ser ouvido, foi conduzido para a Unidade Prisional Avançada (UPA) de São Miguel do Oeste. Os documentos e objetos apreendidos serão analisados. Fonte/Rede Peperi


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »