30/04/2020 às 17h37min - Atualizada em 30/04/2020 às 17h37min

Prefeito de Cedro e Presidente da AMEOSC participa de videoconferência com Secretário de Saúde do Estado

Assessoria
Na tarde desta quarta-feira, 29, o Prefeito de São José do Cedro e Presidente da Associação dos Municípios do Extremo Oeste de Santa Catarina - AMEOSC Plinio de Castro participou da 1ª Rodada de Encontros Regionais sobre infraestrutura regional de Saúde.

O encontro online teve a participação dos presidentes das associações de municípios do Oeste e Extremo Oeste de Santa Catarina, como a AMEOSC, AMERIOS, AMOSC, AMAI e AMNOROESTE, além do Secretário de Estado Douglas Borba, do Secretário de Saúde do Estado Helton de Souza Zeferino e representantes da Federação Catarinense dos Municípios - FECAM.

O objetivo, foi o estado apresentar aos prefeitos as novas ferramentas de informações disponibilizadas aos municípios, fazendo com que eles acompanhem em tempo real a situação do Covid-19 no estado, além de responder questionamentos e dúvidas dos representantes das associações.

Segundo o Secretário de Saúde Helton de Souza Zeferino, já está no ar o site coronavírus.sc.gov.br, onde constam todas as informações atualizadas relativas a doença. As novidades, são dois painéis disponibilizados no site, na aba transparência. Um deles é relativo aos casos de Covid e o outro é sobre os leitos de UTI já existentes, os que já foram instalados e os que ainda serão implantados em diversos hospitais do estado.

Helton destacou que hoje o estado conta com 1.113 leitos de UTI, sendo 303 novos. 114 leitos estão distribuídos nos Hospitais do Oeste e Extremo Oeste do estado, ou seja, nessas duas regiões, são 23 novos leitos instalados, e 91 já existentes.

De acordo com o Secretário, a intenção do governo do estado é efetivar 713 novos leitos em Santa Catarina. Trazendo para a região da AMEOSC, o Hospital Regional Terezinha Gaio Basso conta com 12 leitos efetivados e 6 em fase de implantação graças a uma ação de colaboradores do Hospital Terezinha Gaio Basso – Instituto Santé, Poder Judiciário, Fundo São Miguel em Ação, Hospital São Lucas de Guaraciaba e Hospital de Dionísio Cerqueira. Além disso, o estado se comprometeu em fazer a instalação de mais 10 leitos, em virtude das condições físicas que o espaço comporta.

Em sua participação, o Presidente da AMEOSC e Prefeito de São José do Cedro Plinio de Castro, lembrou o Secretário de Saúde de que, na live que teve também a participação do Governador Carlos Moisés, em março desse ano, questionou a respeito do número de leitos para o Hospital Regional de São Miguel do Oeste, e sobre o tempo para implantação, além disso, o Presidente questionou sobre a possibilidade dos hospitais filantrópicos da região servirem de Hospitais de Retaguarda.

“Sabemos que o ideal, levando em consideração a população atendida pelo Hospital Regional de São Miguel do Oeste, que são 230 mil pessoas, seria que o hospital tivesse disponibilidade para em torno de 50 leitos, mas sabemos que a estrutura existente do Hospital não comporta esse número”, disse Plinio. “A curva está começando a apertar e a população nos cobra respostas, por isso da nossa insistência com relação ao prazo de implantação desses novos leitos”, destacou.

Em resposta, o Secretário Helton disse que não tem um prazo para a efetivação desses leitos, pois o estado depende do recebimento dos equipamentos necessários, dentre eles os respiradores. Explicou ainda, que a instalação das UTIs está sendo priorizada nos Hospitais e regiões onde tem uma maior demanda, ou seja, que tem mais casos confirmados. Quanto a questão dos Hospitais Filantrópicos servirem de retaguarda, o Secretário salientou serem muito bem-vindos, pois os que estão com baixa ocupação poderão ser usados para a realocação de alguns pacientes, por exemplo, onde poderão ter mais conforto e um melhor atendimento.

O Prefeito Plinio ainda insistiu com o Governo do Estado sobre a implantação de um Hospital de Campanha com mais 15 ou 20 leitos de UTI, exclusivamente para o atendimento de pacientes com Covid-19. “Esse número, somando com os do Hospital Regional Terezinha Gaio Basso, seria ideal para atender a população demandada”, disse Plinio.

O Prefeito encerrou dizendo: “O encontro foi positivo, pois agora os prefeitos da AMEOSC têm algumas informações a mais sobre o planejamento do estado, no entanto, ficamos na expectativa quanto ao prazo de efetivação desses 10 novos leitos de UTI, além disso, a plataforma que foi apresentada aos prefeitos é excelente, e de acesso público, então toda a comunidade também pode acompanhar a real situação do estado quanto a estrutura de saúde, bem como a situação de sua região.

Plinio de Castro, Prefeito de São José do Cedro e Presidente da AMEOSC foi quem fez o encerramento da videoconferência em nome da Federação Catarinense dos Municípios – FECAM.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »