13/05/2020 às 13h54min - Atualizada em 13/05/2020 às 13h54min

Entrega de alimentos nas escolas de Campo Erê

Os alimentos estocados nos educandários municipais estão sendo doados para todas as famílias de alunos, principalmente as mais carentes

Com as aulas presenciais afastadas, alimentos adquiridos aos alunos, a serem consumidos no decorrer dos dias letivos, tendem a vencer. Muitas escolas, juntamente de concelhos responsáveis optam por doações, o que é o caso da Secretaria de Educação de Campo Erê, que optou por recolher todo o alimento estocado nas escolas municipais e doar as famílias dos alunos.
Segundo a secretária de educação, Ledi Farias Ehrenbrink, a decisão foi tomada após uma reunião com os responsáveis pela ação, onde decidiu-se que todo o alimento estocado que poderia vim a vencer em junho, seria doado. “Tínhamos três opções: não doar, doar com ressalva e doar para todos. Decidimos doar a todos, mas com uma ressalva no sentido de só o alimento que tínhamos estocado e não comprar novo. Pois as aulas estão só suspensas e vão retornar, e precisamos do recurso para repor se isso ocorrer”, destaca.
Ledi ressalta que foram feitos levantamentos para a recolha dos alimentos, onde foram separados em kits. “O nosso objetivo é de doar para todas as famílias de todas as escolas. Começamos há alguns dias e já entregamos em algumas, conforme formos organizando vamos entregando a outras”, continua complementando que o alimento estará sendo fornecido a todos e as famílias que não quiserem devem assinar um documento e os produtos irão a outras que necessitam.
 
Aulas não presenciais
Na semana passada, foi realizada uma reunião abordando conteúdos sobre o andamento das aulas não presenciais e de como cada escola e CEIs está se organizando. “Os alunos não vão até as escolas, e mesmo com isso, elas não pararam, todos os profissionais estão trabalhando em dobro para continuar com as atividades e buscando meios de chegar até as famílias. Todos estão buscando suportes para continuar com os trabalhos, por meio de vídeos aulas, mensagens pelo WhatsApp e ligações. Está sendo entregues os trabalhos de uma maneira diferente, mas o carinho continua o mesmo”, conta a secretária Ledi.
Conforme ela, cada professor possuí o seu grupo no WhatsApp e ali eles encaminham as famílias o conteúdo que deve ser estudado semanalmente, assim os pais podem auxiliar as crianças. “Os professores organizam kits de materiais para eles virem buscar. E quando eles não conseguem vir, os motoristas do transporte escolar estão levando – usando os carros da prefeitura. Ainda não temos confirmação se isso está atingindo 100% ou se está ajudando a todos, mas estamos dando os primeiros passos e tentando fazer o máximo possível para que isso aconteça”, finaliza Ledi.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »