06/06/2020 às 08h39min - Atualizada em 06/06/2020 às 08h39min

Parafraseando

Coluna de opinião do jornal impresso

Parafraseando
Com uma frase do ator, roteirista e comediante Fábio Porchat abro a minha coluna desta semana:
“Hoje no Brasil qualquer assunto termina em Bolsonaro. Está muito difícil a gente não falar de política. Qualquer coisa que se fale, o cara leva para direita, leva para esquerda. Acho ótimo, ficamos muito tempo sem falar de política.”
 
Amadurecimento constitucional
Os seguidos ataques do presidente Bolsonaro ao Congresso e ao Supremo Tribunal Federal não são suficientes para abalar a democracia. As crises geradas pelo presidente e também pelos seus filhos, no fundo, estão provocando um amadurecimento institucional do País.
Aos meus olhos é neste tipo de crise que estamos conseguindo ressignificar as coisas. Por exemplo: Ao dizer que o Poder Executivo é mais abrangente que o presidente da República; que o governo é mais importante que o governante. Ou que um órgão de Estado não se confunde com um órgão do governo. São distinções interessantíssimas que só estamos fazendo após as crises instauradas.
Em entrevista a Isto É Carlos Ayres Britto, ex-ministro do STF responde a pergunta: ‘As críticas do Bolsonaro são nocivas para as instituições brasileiras?’
“A fricção e o estresse, é mais entre o presidente da República e o STF. Há um ponto de encontro entre ele e a corte. Quando toma posse, ele promete manter, defender e cumprir a Constituição. Há duas legitimidades jurídicas. A legitimidade popular se dá pela eleição, e se encerra com a posse. Mas há outra legitimidade que começa a partir daí, a legitimidade pelo exercício. O presidente precisa mostrar serviço constitucional o tempo todo. Alguém precisa dizer isso a ele. Temos que praticar as regras do jogo constitucional.
 
 
Frases
A liberdade de expressão é a maior expressão da liberdade. Não se pode impedir que a imprensa fale primeiro sobre as coisas, nem que o judiciário fale por último.
 
Em Palma Sola, assim como em São José do Cedro conheço pessoas que exercem a liderança tão somente para promover algazarra.

Igor Vissotto 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »