09/10/2015 às 15h10min - Atualizada em 09/10/2015 às 15h10min

Trinta anos de dedicação

Há 30 anos Expedito Scapin Durigon é ministro da igreja católica e ajuda nos trabalhos da comunidade onde mora

Francieli Perondi
Anchieta
Divulgação

Há 30 anos, Expedito Scapin Durigon, hoje com 52 anos, recebeu a nomeação de ministro da eucaristia da igreja católica, e desde o ano de 1985, continua atuando fortemente em sua comunidade prestando esse trabalho voluntário. Hoje Expedito mora na linha Medianeira, interior de Anchieta, onde ajuda na celebração dos cultos e missas, mas já trabalhou na cidade de Romelândia também, levando a palavra e realizando celebrações.

Expedito conta que desde pequeno sempre esteve envolvido com a igreja, e que naquele tempo as famílias incentivavam muito para que os filhos homens entrassem para o seminário e se tornassem padres. “Mas eu não sentia o chamado para atuar como padre, e percebi que poderia ser um ministro. Não precisaria abandonar a vida de voluntariado dentro da igreja”, conta.

Seguindo nessa vida de dedicação ao outro, e doação, Expedito foi nomeado ministro do sacramento e do batismo em 1996, podendo então celebrar casamentos e batizados. “Foi um momento em que me senti muito feliz”, declara, salientando a importância do voluntário em sua vida. “Ser voluntário, fazer algo sem esperar recompensas, ajudar outras pessoas, me doando para esse trabalho é o que me realiza, sou muito feliz por ter 30 anos de atuação dentro da igreja, ajudando as pessoas que dela precisam”, salienta.

Expedido diz que hoje vê o trabalho voluntário dentro da igreja perdendo força, e que é preciso que a entidade se adeque, abra as portas para as pessoas cada vez mais, para motivar os jovens a entrar nessa vida de doação. “É uma doação do tempo e do conhecimento para as outras pessoas. Nesses 30 anos tive altos e baixos, somos ser humano, erramos, mas prevalece sempre a boa vontade, e a fé na caminhada”, finaliza.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »