17/06/2020 às 15h14min - Atualizada em 17/06/2020 às 15h14min

Produtor faz venda de 35 toneladas de mandioca

A administração conversou com a empresa Biorgânica sobre um possível lançamento de semente orgânica para ser germinada em solo palmassolense

A administração municipal de Palma Sola, através da Secretaria de Agricultura e da Sala do Empreendedor, auxiliou o produtor Moacir Antunes, morador da Linha Progresso do Oeste, interior do município, na venda de 35 toneladas de mandioca. O produtor tem produção, contudo em época de pandemia não estava conseguindo vender as mandiocas. Segundo a Agente de Desenvolvimento, Tamara Scatola Luvison, Moacir procurou na prefeitura um auxílio para fazer vender a produção.
“Entramos em contato com algumas empresas, até que encontramos a Biorgânica. Solicitamos a eles que enviassem um técnico agrícola para visitar a produção. Após a conversa, o negócio foi fechado e os profissionais foram até a propriedade acompanhar a colheita e escoamento da produção até a empresa em Realeza-PR", conta Tamara.
 
Possível lançamento
A empresa Biorgânica é destaque na região do Sudoeste do Paraná na compra de produtos orgânicos como feijão, milho, soja, chia, mandioca e trigo. Depois de fazer esta ponte entre produtor e comprador a Administração se interessou em conversar com a empresa para um possível lançamento de semente orgânica para ser germinada nos solos de Palma Sola. Na semana passada, foi realizada uma reunião com os representantes da empresa, onde o prefeito Kiko Mantelli, o diretor de Meio Ambiente Douglas Ribeiro, a agente Tamara, o secretário de Agricultura Juliano Zandoná e a extensionista da Epagri Vanessa Ramos estiveram presentes.
“Nosso intuito é estreitar laços com a empresa para que futuramente possamos intensificar a produção de alimentos orgânicos. Propiciando mais uma opção para os nossos agricultores", explica o secretário Juliano. Kiko salienta que o município possui aproximadamente 450 famílias na agricultura familiar lembrando a importância em se criar um novo nicho de mercado.
"Em breve entraremos em contato com agricultores interessados na produção orgânica com certificação. Há mercado para os produtos orgânicos e este mercado está se expandindo cada vez mais, as pessoas estão à procura de alimentos saudáveis e de qualidade. Existe tecnologias de produção orgânica e a demanda por produtos dessa linha é grande. O preço também é superior, se comparado ao mercado convencional, pois exige uma série de normas a serem cumpridas na propriedade para se obter o certificado" explica o secretário Juliano Zandoná.
O prefeito parabeniza os servidores pelo auxílio ao agricultor na venda e no escoamento da produção, salientando a importância da população buscar esse auxílio com a Administração, pois existem várias pastas e profissionais prontos para auxiliar os munícipes no que for possível.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »