29/06/2020 às 15h14min - Atualizada em 29/06/2020 às 15h14min

Guarujá recebe pagamento de emendas na área da Saúde

Assessoria
A administração municipal de Guarujá do Sul comemora o pagamento de três emendas parlamentares por parte do Governo estadual. Os recursos são oriundos da indicação de emendas impositivas ao orçamento do estado de autoria de deputados estaduais.

As três emendas foram liberadas por meio da assinatura de um único convênio firmado entre a Secretaria de Estado da Saúde e a prefeitura de Guarujá, já que os recurso foram indicados para o custeio da saúde no município. O valor total do convênio é de R$ 546 mil e é proveniente de emendas parlamentares dos seguintes deputados:

Luciane Carminatti - R$150 mil.
Maurício Skudlark - R$ 246 mil.
Dirceu Dresch - R$ 150 mil.

Os valores das emendas dos deputados Maurício e Luciane serão destinados para a contratação e pagamento de materiais e serviços, como exames de imagem, exames laboratoriais, medicamentos, material odontológico, material ambulatorial, serviços de plantão médico. Já os valores da emenda do deputado Dirceu, serão utilizados para desenvolver ações específicas do Projeto Farmácia Viva, incluindo a contratação de serviços de práticas terapêuticas a serem oferecidas na Unidade Básica de Saúde, buscando um atendimento por meio de uma perspectiva holística e inovadora no Sistema Único de Saúde.

A busca de recursos e a articulação com parlamentares precisa ser uma prioridade na administração, pois apenas com os recursos próprios os municípios não realizam investimentos. O depósito desses valores já era aguardado ainda no exercício de 2019, o que acabou não se confirmando. “É uma situação muito especial, o recurso veio no momento de maior precisão”, comemora a secretária de Saúde, Franciane Baseggio, fazendo alusão às frequentes quedas nas receitas do município, em função da crise econômica provocada pela pandemia. A secretária ressalta que com os recursos liberados o município terá condições de manter a qualidade dos serviços prestados e, inclusive atender algumas demandas ainda represadas.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »