30/06/2020 às 15h17min - Atualizada em 30/06/2020 às 15h17min

Fomento Paraná beneficia sulflorenses

Campanhas do Governo do Paraná, como: Paraná Recupera, Paraná Juro Zero e Linha de Microcrédito beneficiam quase 30 sulflorenses

A Fomento Paraná é uma instituição financeira de economia mista organizada sob a forma de sociedade anônima de capital fechado com capital social majoritariamente pertencente ao estado. Como instituição financeira, a Fomento tem todas as operações e atividades submetidas às normas do Sistema Financeiro Nacional e é regularmente auditada e fiscalizada pelo Banco Central do Brasil e Tribunal de Contas do Estado do Paraná, entre outros órgãos. Essa característica lhe confere credibilidade e transparência na gestão de fundos e ativos financeiros que se encontram sob sua responsabilidade.

Benefícios chegam à Flor da Serra
Segundo a agente de crédito e responsável pela Secretaria de Indústria e Comércio de Flor da Serra do Sul, Clarice Dalbosco Wessler, o Governo do Paraná possui um banco empreendedor e como a crise ocasionada pela pandemia só vem aumentando, criou a campanha Paraná Recupera, onde muitos sulflorenses vem sendo beneficiados. “Esse benefício é destinado as empresas com no mínimo, um ano de CNPJ até 16 de março. São R$ 6 mil liberados em três parcelas. Funciona como o auxílio emergencial, só que para as empresas”, relata a agente.
Conforme ela, as empresas que possuem menos de um ano de CNPJ podem ser beneficiadas com até R$ 3 mil, enquanto as que não possuem (cabelereiras, manicure e outros) podem receber até R$ 1.500. “A devolução pode ser feita em até 12 meses, mas estamos trabalhando de seis a nove, pois acreditamos que até esgotar esse tempo todos já estarão melhores – esse tempo se destina a carência. O pagamento pode ser em até 36x, por exemplo se pegar seis meses de carência, pode optar por até 30x para pagamento. Os juros são de 0,41 % para todos. É uma ação voltada justamente para o empréstimo e a demanda aqui no município está bem interessante”, conta.  
Além desse, Clarice destaca a Linha de Microcrédito, que disponibiliza até R$ 20 mil. “Nesse os juros são mais expressivos, podendo chegar a 2,15%. Aqui no município está tendo uma procura um pouco menor. Para a execução precisa estar com a documentação em dia e de avalista”, continua. “Se alguém tiver interesse nos benefícios pode entrar em contato pelo (46) 3565 1466 ou 98421 9995”, destaca.
 
Como funciona o Paraná Recupera
De acordo com a agente, o contato está sendo realizado via WhatsApp, onde ela recolhe todas as informações necessárias, precisando apenas que o munícipe se desloque até a agencia para entregar sua documentação e assinar. “O processo é feito pelo site da Fomento, lá eles analisam cada um; assim que eles aprovam vem a nota de crédito, eu imprimo e só é preciso vim buscar, onde eu recolho as assinaturas e envio escaneado. Hoje está levando mais tempo para o dinheiro ser depositado, vão quase 30 dias”, destaca.
Quase 30 munícipes [CNPJ] já receberam a liberação e a primeira parcela do benefício. “Junto de todos os pedidos está sendo solicitada a carência, porque não sabemos até quando vai essa crise, quem sabe eles não terão como devolver depois. Para conseguir a liberação precisa estar em dia com todas as documentação e com o nome limpo; desde de uma multa de trânsito até uma pendência com o banco. O bom é que não precisa de avalista”, enfatiza Clarice ressaltando que como os processos são de um banco do Estado, há todos esses procedimentos. “Eles não vão emprestar dinheiro para alguém que já deve para eles”, destaca.

Benefício as famílias carentes 
Há também benefícios para as famílias carentes do município, pela campanha Paraná Juro Zero. “O cadastro é feito no CRAS e quando finalizado é enviado para mim, onde visualizo a necessidade da família e com o que ela usará. O empréstimo pode chegar a R$ 4 mil e podem ser devolvidas em 10 ou 20 vezes. Tudo que pegou precisa devolver e se pagar uma parcela atrasada, invés de pagar 10 ou 20 terá que pagar a mais [10 = 11 ou 20 = 22]. Na primeira vez precisa de avalista, mas se pagou tudo certinho, já dispensa isso. Tem que estar tudo em dia também”, esclarece Clarice finalizando que todos os benefícios disponibilizados devem ser utilizados com coisas que aumenta a renda do indivíduo. “Não é pra comprar uma casa, mas pode ser para comprar vacas”, diz.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »