23/10/2015 às 15h50min - Atualizada em 23/10/2015 às 15h50min

Palestra aborda métodos rápidos de detecção de micro-organismos em alimentos

São Miguel do Oeste
Divulgação/Unoesc

Os acadêmicos do curso de Engenharia de Alimentos da Unoesc São Miguel do Oeste participaram, recentemente, da palestra sobre micro-organismos patogênicos em alimentos e métodos rápidos de identificação. Durante a palestra, o engenheiro de alimentos, Daniel Utzig Tasca, apresentou um método rápido, preciso e fácil para a detecção de patógenos como Salmonella, E.coli O157 e Listeria que, se forem encontrados, podem ameaçar a saúde dos consumidores. A coordenadora do curso, professora doutora Eliane de Carli, destaca que os perigos biológicos de origem alimentar incluem bactérias, vírus e parasitas. "Esses micro-organismos são frequentemente associados a manipuladores e produtos crus contaminados num estabelecimento. Muitos deles ocorrem naturalmente no ambiente em que os alimentos são produzidos. Vários são inativados pelo cozimento e podem ser controlados por práticas adequadas de manipulação e armazenamento", ressalta Eliane.

Cuidados simples podem evitar a contaminação, como colocar em prática as regras de higiene pessoal, do ambiente, equipamentos de processamento e utensílios. Outra recomendação é cozinhar bem os alimentos, já que grande parte dos micro-organismos é destruída à temperatura de 70ºC. Quando os alimentos ficam por mais de uma hora entre às temperaturas de 4ºC a 60ºC os micro-organismos se desenvolvem e produzem toxinas. 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »