30/10/2015 às 14h04min - Atualizada em 30/10/2015 às 14h04min

Cortes no orçamento da habitação dificultam compra e venda de imóveis

Brasil
Imagem Ilustrativa

Os tempos de bonança para o setor da construção civil parecem ter ficado para trás. Após o boom de novas moradias com o lançamento do programa Minha Casa Minha Vida, em 2009, a possibilidade de um retrocesso traz pesadelos a empresários e interessados em conseguir um imóvel, em especial nas classes de renda mais baixa. Um dos motivos de temor são os cortes no orçamento do governo federal para o setor, que estimulavam a construção de novas casas e apartamentos.

Apenas em 2015, a tesourada no Minha Casa Minha Vida superou os R$ 5 bilhões. Outro motivo de preocupação são os constantes atrasos no lançamento da terceira fase do programa, anteriormente prevista para o começo do ano. Para piorar ainda mais a situação, o cenário de crise aumentou os juros habitacionais e restringiu o crédito, principalmente para os mais pobres.

Para o presidente do Sindicato da Construção da Grande Florianópolis (Sinduscon), Hélio Bairros, apesar do mau momento econômico, há boas oportunidades para quem tem dinheiro guardado e deseja comprar um imóvel.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »