15/10/2021 às 17h16min - Atualizada em 15/10/2021 às 17h16min

Cedrense representará SC no Miss Brasil

Marcilene Menegassi trabalha na Cooper Alfa em Cedro, ela vai representar Santa Catarina no Miss Brasil

Da redação
Divulgação
Marcilene Menegassi trabalha no mercado Cooper Alfa em São José do Cedro ela foi eleita Miss Supranational Santa Catarina. Marci, como é conhecida, sempre gostou de desfilar: “Isso sempre fez meus olhos brilharem”. O concurso ocorreu entre os dias 10 e 12 de setembro em Balneário Camboriú, agora Marcilene se prepara para representar o Estado no Miss Brasil, que ocorre em janeiro de 2021.
Marilene participou do primeiro concurso em 2014. “Eu morava em Princesa com meus pais e concorri como Senhorita Princesence. Lembro de ter muita vontade de participar e ao mesmo tempo, vergonha do que as pessoas iam falar, mas no fim participei e fui vencedora”, conta Marci. O concurso foi em setembro e em dezembro ela se mudou para São José do Cedro.
No município ocorre o concurso Senhorita Cedrense. “Tive vontade de participar de novo, mas antes tive que passar minha faixa de Senhorita Princesence. Em 2018 eu já morava em Cedro e finalmente me inscrevi, desfilei e ganhei”, afirma Marci. Nesse mesmo ano ela participou do concurso Miss Mocona, na Argentina, Marcilene também ganhou. “Depois disso teve o concurso Garota Verão em Campo Erê onde também ganhei”, conta Marcilene.
Marcilene sempre gostou de desfilar, mas cada vez mais ela se interessava pelo trabalho das misses. “Nos outros concursos você desfila, ganha uma faixa, uma coroa e meio que acaba. No Miss é diferente nós podemos ajudar as pessoas, além de ganhar podemos dar visibilidade para causas sociais por exemplo. Por isso quando vi as inscrições para o Miss Santa Catarina abertas resolvi participar independente do resultado do concurso, até achei que não ganharia nada, mas Deus abençoou e eu ganhei”, explica Marci.
Marcilene vem de origem simples, ela conta que pegou algumas roupas emprestadas e inclusive trancou a faculdade de administração para investir no concurso. “Fiz um ano de faculdade de administração e tranquei o curso por causa dos gastos com concursos, são vestidos, cabelo, também fiz um curso de oratória pois tinha dificuldade em falar em público, no fim é um investimento alto, mas tudo valeu a pena, não me arrependo nem um minuto e nem dos meus investimentos”, afirma Marcilene.
Agora ela representará o estado de Santa Catarina no Miss Brasil, que ocorre em janeiro. Marci explica que a preparação para este concurso é bem maior. “Além de cuidados com o corpo é preciso estudar pois não é só beleza. É necessário ter conhecimento a nível de Brasil e dos principais acontecimentos a nível mundial”, destaca Marcilene.
"Foi difícil chegar onde cheguei, poucas pessoas me ajudaram no começo, então corri atrás com o que eu tinha, tranquei a faculdade, peguei roupas emprestadas, reformei roupas antigas, minha vizinha costurou meu biquíni. Mas agora colho os bons frutos dessa dedicação, estão aparecendo vários trabalhos como digital influencer e de divulgação de produtos e serviços. Agora pretendo focar mais no concurso e no meu sonho de ser Miss e modelo”, conclui Marcilene.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »