16/01/2016 às 09h47min - Atualizada em 16/01/2016 às 09h47min

José de Conto assume

Plínio de Castro está de férias e passou o cargo ao vice-prefeito, José de Conto (PT) segunda-feira, 11

São José do Cedro

Na manhã de segunda-feira, dia 11, foi realizado no gabinete da Prefeitura Municipal de São José do Cedro, a transmissão de cargo do Executivo. Plínio de Castro entregou o seu cargo para o vice-prefeito, José de Conto que assumirá o município até o dia 26 deste mês.

 Estavam presentes no ato: vereadores, secretários municipais, lideranças partidárias e funcionários da Prefeitura. O prefeito em exercício, José de Conto agradeceu a Plínio de Castro e toda a equipe da municipalidade pela oportunidade que lhe foi dada e comprometeu-se em dar continuidade aos trabalhos que são realizados pelo prefeito, Plínio.

Confira a entrevista que a equipe do jornal Sentinela realizou com o prefeito, Plínio.

 

Há muitos anos o senhor está em funções publicas, elas exigem bastante, e de uma maneira diferenciada do que na iniciativa privada. Mesmo quando vai para casa, ainda é prefeito. Não se sente cansado?

Eu não olho por este lado. Acho que depende do comportamento e da disposição de cada um. Eu não consigo me desligar quando chego em casa, penso nas metas e projetos. Estou em casa, mas ainda pensando em como atingir os objetivos.

Ano passado não entrei em férias porque estávamos com problemas devido às enchentes. Na verdade a atividade pública, a vida de prefeito em municípios, como o do nosso porte, é muito intensa. Existem etapas que precisamos atingir e cumprir. Tenho me dedicado exclusivamente nas atribuições do município, tanto é que em todo esse período, nestes três anos de mandato eu só faltei um dia de trabalho, quando faleceu meu pai, dia 29 de setembro de 2013. Minha família me cobra muito isso, e com razão, mas eles compreendem.

 

Você teve mais prazeres e satisfações nesse último ano de 2015 do que frustrações?

Não tenho nenhuma frustração que tenha me marcado pontualmente. Já a satisfação é estar na área pública e conseguir atender a uma pessoa, uma comunidade, um anseio do município. As vezes uma pessoa anônima, mas que precisa da ação do município. Isso não é público, mas se torna o alimento de quem se dedica a causa. Isso nos dá alegria, embora seja uma atividade extremamente estressante, eu faço isso por que gosto e mais do que isso, eu faço com prazer.

Evidente que aquilo que nos frustra é quando você não consegue atender a uma reivindicação, uma demanda que precisa de você. Se tem uma coisa que eu possa pontuar é que nós vivemos um drama há um ano, com o alagamento da rua Odilo Link. Esta obra de melhoria, que visa evitar os alagamentos, eu já queria ter executado, mas não foi possível em função orçamentaria. É uma obra grande, que nós pegamos e foi se criando ao longo do período do mandato. Não estava no planejamento da Administração, e vamos ter que fazer com recursos próprios, está em processo licitatório e tem prioridade absoluta.

 

E o que espera do período em que o vice, de Conto, assume a Prefeitura?

Não vai alterar nada, pois o José de Conto nos acompanha sempre, ele é o vice-prefeito, e está sempre presente nas ações. Sabe tudo que está ocorrendo na Administração e dará sequencia normal no que está ocorrendo no município.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »