09/12/2020

Imoralidade na Câmara de Anchieta

Política

Imoralidade na Câmara de Anchieta Em plena pandemia e sem se reelegerem vereadores de Anchieta participam de curso de qualificação em Brasília. Na manhã de terça-feira, dia 8, liguei no Poder Legislativo de Anchieta, só consegui falar com o assessor jurídico Gilmar, a Casa já estava vazia. Dos nove vereadores, sete foram fazer um curso de “qualificação” em Brasília. Além dos vereadores em final de mandato a chefe de gabinete que é cargo de confiança e não tem garantia alguma que continuará no cargo também participa do evento. Quando fui informado por alguns assinantes do Sentinela do ocorrido não acreditei. Fui checar no Portal da Transparência e de fato, passagens áreas haviam sido compradas ainda entre março e abril, com direito a mais uma compra de passagem no final deste ano. Pelas contas feitas com base em informação pública, disponível no Portal da Transparência, esta viagem irá consumir mais de R$ 40 mil dos cofres do Poder Legislativo, pelo menos R$ 18 mil em passagens e R$ 25 mil em diárias. Sem falar no dinheiro gasto com as inscrições destes cursos de qualificação que não estão somados na minha conta. Segue o print das despesas com passagens e diárias da Câmara de Anchieta só neste ano de coronavírus, totalizando incríveis: R$ 66,6 mil. Tinha que ser presencial? Com tanta tecnologia, me pergunto se esta ‘qualificação’ dos vereadores não poderia ser virtual? Sei que Poder Judiciário e Executivo migraram muita coisa para o home-office, reuniões e qualificações virtuais. Mas com a vereança isto é diferente... Anchieta está com mais de 80 casos de coronavírus, enfrenta uma das maiores estiagens da história - com racionamento de água na cidade - e o dinheiro do contribuinte é usado pra pagar passagem aérea e diária dos representantes do Poder Legislativo? A pauta da Marcha dos Vereadores em Brasília está disponível no endereço: https://uvbbrasil.com.br/2015/?p=14361 Ela acontece entre 8 a 11 de dezembro e é intitulada como XIX Marcha dos Vereadores e Vereadoras. Na própria pauta consta o valor de R$ 600,00 de investimento por participante. Um dos assuntos em pauta, que nós pagamos para os vereadores aprenderem será: Estratégia para divulgação em final de Mandato nas redes sociais. Tem cabimento? Acredito que antes de qualquer palestra, ou mobilização irão falar sobre como mitigar e enfrentar a pandemia. Neste momento se combate a pandemia evitando aglomeração! Vai ter vereador falando que foi atrás de recurso em Brasília, conheço esta estorinha há anos. Durante as ‘Marchas’ é praticamente impossível achar e ser atendido por um parlamentar: é muita gente ao mesmo tempo. É improvável que haja alguma ilegalidade nesta viagem dos vereadores, mas isto é papel do Tribunal de Contas de Santa Catarina. Mas o que certamente há, é imoralidade em gastar dinheiro público nesta situação. Dos vereadores que disputaram a reeleição em Anchieta, apenas o presidente da Casa, Neri Gaspar se reelegeu. Os únicos vereadores que não estão viajando e não participaram da marcha foram Vilson Rossatto e a Carmem Justina. Ainda bem que aqui na minha cidade, Palma Sola nenhum vereador foi participar da Marcha neste ano. Sou a favor da qualificação do Vereador e dos funcionários do Poder Legislativo, mas não dá para admitir este tipo de descaso com o dinheiro público, com uma viagem à Brasília em final de mandato que pode não ser ilegal, mas é no mínimo, imoral. Aí fica fácil entender porque só um vereador conseguiu se reeleger.   https://sentineladooeste.com.br/inicio https://www.instagram.com/jornalsentinela/ https://www.facebook.com/sentineladooeste/

Link
Assista também »
Comentários »