09/10/2020 às 08h13min - Atualizada em 09/10/2020 às 08h13min

Comandante alerta período de queimadas

Condições de tempo seco e temperaturas elevadas favorecem essas ocorrências

Da redação
Campo Erê.com
Nos últimos dias, condições de tempo seco e temperaturas elevadas foram registradas na região, o que favoreceu a ocorrência e propagação de queimadas. De acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros de Campo Erê, Vantuir Schoninger, as condições climáticas e a participação humana influenciam neste incidente. Para ele, a população deve se conscientizar e cuidar para que não ocorram incêndios florestais ou em residências.
Schoninger pede à população que não inicie queimadas, principalmente em lixo, terrenos ou pastagens; e se for executada, que seja com cuidado. “Estas ações podem ocasionar graves acidentes, pois o vento costuma propagar as chamas. Deve-se evitar também acender fogueiras em áreas de vegetação, jogar bitucas de cigarro na mata ou mesmo em beira de estradas; atitude que muitas vezes passa despercebida e que também pode resultar em incêndios”, comenta.
 
Atendimentos diários
Nesta época do ano, os principais atendimentos da guarnição são referentes a queimadas, onde alguns acabam exigindo até cinco horas de combate. Vantuir enfatiza que a corporação conta com poucos profissionais e que quando a ocorrência é de grande escala, o município é desfavorecido.
“Nestes casos, deslocamos toda a guarnição para o combate e utilizamos todos os caminhões, deixando a população sem bombeiros disponíveis. Por esse motivo, as pessoas devem se conscientizar, cuidar e ter responsabilidade, para que essas ocorrências não acarretem grandes prejuízos para a propriedade, meio ambiente ou para terceiros, que podem, naquele momento, precisar dos profissionais que estarão ocupados combatendo aquele incêndio”, esclarece acrescentando que com a chegada das chuvas, a tendência é que as ocorrências diminuam.
O comandante salienta a população, que ao avistar um incêndio em vegetação, deve-se ligar imediatamente para o telefone de emergência (193) ou no WhatsApp: (49) 9 9903-4662.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »