04/06/2021 às 17h04min - Atualizada em 04/06/2021 às 17h04min

Rozane busca R$ 7 millões para Campo Erê

A prefeita esteve em Florianópolis buscando recursos para o município, foram mais de R$ 7,43 milhões para diversas obras, entre elas uma creche

Da redação
Divulgação: Vereadora Suziani Teske, Secretário adjunto da Secretaria de Desenvolvimento Social Daniel Cândido, prefeita Rozane Moreira, Secretário de Estado Claudinei Marques e a vereadora Laura Trevisan.
Na última quinzena a prefeita de Campo Erê, Rozane Moreira foi a Florianópolis. Em entrevista ao Sentinela ela contou que sua viagem foi cheia de boas surpresas. Por intermédio dos deputados Fabiano da Luz (PT) e Luciane Carminatti (PT) a prefeita conseguiu agenda em diversas Secretarias Estaduais, mesmo não sendo período de liberação de emendas. Ela falou inclusive com Eron Giordani, secretário da Casa Civil de Santa Catarina. “É ele quem determina onde o dinheiro será aplicado” afirma Rozane que também teve agenda com o governador Carlos Moises (PSL).
Rozane conta que levou diversos projetos prontos. “Se chegarmos lá apenas com um ofício em mãos, não ganhamos muita atenção. É necessário ser visto, ser lembrado, fazer o trabalho político como tem que ser feito. Levar o projeto pronto” explica Rozane crente que o dinheiro em caixa do governo catarinense é resultado do aumento nas arrecadações. “Tenho certeza que o governo Moisés está empenhado em investir em bons projetos” finaliza.
 
Ginásio do bairro São Francisco
Entre os projetos levados, estava a conclusão do ginásio da São Francisco, uma obra polêmica no município. A cerca de 8 anos foi feito um convênio com a união para a construção do ginásio, foram investidos R$ 300 mil para a fazer a fundação, logo após isso houveram problemas com a empresa vencedora da licitação, eles perderam prazos então o governo glosou o convênio. Ano após ano, nenhum prefeito quis mexer na obra, estava abandonada.
“Eu consegui uma sinalização positiva do Eron, em até 90 dias R$ 2 milhões serão disponibilizados para a conclusão do ginásio. Essa é uma conquista muito importante para mim, ainda na campanha me comprometi em concluir o ginásio, tanto que no primeiro dia de debate na TV, essa foi a primeira pergunta que me fizeram: Você fez parte de uma gestão que não concluiu a obra, como pode prometer isso? Fui muito incisiva em minha resposta, eu não fui prefeita, fui Secretária de Educação, o esporte não está na educação. Nesse dia eu assumi uma grande responsabilidade, já que, R$ 2 milhões não são fáceis de conseguir” conta a prefeita Rozane.
Foram feitas as últimas adequações no projeto, ele será protocolado por vias digitais, através de um código gerado no SGPE (Sistema de Gestão de Processos Eletrônicos) será feito o acompanhamento das tramitações legais, já que o projeto passará pela engenharia do Estado, após isso o pagamento será realizado em 90 dias.
 
Construção de creche
Outro projeto levado por Rozane é a construção de uma creche no bairro São Cristóvão, segundo a prefeita lá existe um terreno estratégico, próximo da Dass, que beneficiará tanto as mães que são funcionárias da fábrica, quanto as demais mães que moram no bairro.
O município de Campo Erê, tem um déficit enorme de vagas em tempo integral nas creches. “Ainda quando fui Secretaria da Educação, consegui implantar o ensino integral em duas turmas e é o que temos até hoje, nenhuma vaga foi ampliada. Me comprometi com a ampliação das vagas no plano de governo e estou muito feliz em ver que está se concretizando” fala Rozane.
O projeto da creche contará com seis salas, banheiros, cozinha e área livre, serão aproximadamente 780m² com investimento de R$ 2,43 milhões. Segundo a prefeita essa emenda também será paga em torno de 90 dias.
 
Conclusão de obra asfáltica
A concretização da obra asfáltica da rua Antônio Mendes, que passa em frente a APAE foi outro projeto que Rozane apresentou ao governo do Estado. Essa rua liga de as SC-305 e SC-161, que dá acesso ao portal da cidade.
A conclusão da obra custará R$ 2 milhões, já com asfalto e calçada. A emenda do deputado Celso Maldaner (MDB) garante R$ 980 mil para a obra. A emenda ainda não está nos cofres públicos, mas já está cadastrada. “Essa quantia nos permite fazer apenas um dos trechos, mas não podemos fazer somente metade da rua. O deputado Fabiano me colocou em audiência com o Secretário da Infraestrutura, Tiago Vieira, ele acolheu o projeto, então seremos contemplados por essa emenda também” conclui Rozane.
 
Construção de 12 casas e déficit habitacional
Por meio de um convênio com o Estado, 12 casas serão construídas no município. “Eu darei o terreno e toda infraestrutura: água, luz, calçamento e o Estado constrói as casas” explica Rozane. A construção das casas será no bairro Vila Feliz, onde já há uma área destinada para estas habitações.
 O município tem um déficit de 200 casas. “Doze casas não são muita coisa, mas já são um começo. Nosso secretário de Desenvolvimento Social, Claudinei Marques, se comprometeu em vir para Campo Erê dia 15 de junho para inaugurar o prédio do CREAS e dar a ordem de serviço para a execução dessas 12 casas” explica a prefeita.
As casas são montadas em seis dias, todas parafusadas, com sistema anti chamas, não precisam de pintura e possuem resistência ao vento. Ninguém ganhará uma casa, somente ganhará o direito de usá-la, aqueles que ganharem o direito de uso não poderão modificar nada, a casa não pode ser ampliada nem vendida.
“Aqui no município nós sofremos muito com pessoas que ganham casas e na primeira oportunidade vendem e já precisando de casa novamente, as pessoas fazem dos programas habitacionais um negócio. A invasão e venda de terrenos é outro problema que temos, a última invasão ocorreu em uma área verde que não era destinada a habitação, então a cerca de 30 dias ocorreu ordem de despejo e retirada das moradias dali. É dever do poder público pensar nos programas habitacionais de maneira organizada e justa, quem já ganhou uma moradia não ganhará novamente” conclui Rozane.
 
Quem ganhará as casas
O município tem um cadastro de pessoas que necessitam de moradia, pelo cadastro serão selecionadas as famílias carentes que irão receber a casa. Para aqueles que tem boa condição financeira, será realizada uma reunião no centro de eventos com o gerente da caixa, ele explicará sobre financiamento. “Para pessoas comprovadamente carentes, pode ser que a prefeitura viabilize o terreno por um preço mínimo e o mutuário financie a construção da casa, assim eliminamos um pouco da lista enorme de pessoas precisando de moradia” fala a prefeita Rozane.
 
Compra de máquinas agrícolas
A prefeita pediu R$ 1 milhão para a compra de máquinas para o setor de Obras que irão trabalhar abrindo estradas no interior. “Iniciamos a gestão com o maquinário totalmente arrebentado, investíamos R$ 40 mil em uma máquina, ela trabalhava uma semana e algo estragava novamente, estamos sempre com a equipe desfalcada e isso nos causa muita frustração” explica Rozane.
“Felizmente as comunidades que já foram atendidas estão contentes e aquelas que ainda não foram estão sendo pacientes, a população entende a situação e é muito compreensiva”. Rozane lembra que as máquinas que podem trabalhar estão trabalhando, o trator está fazendo plantio e silagem, a retroescavadeira está abrindo poços e bebedouros nas comunidades, os grandes problemas são o rolo compressor e a patrola.
 
Estiagem
Campo Erê já decretou estado de emergência a alguns meses por conta da falta de água, então a prefeita foi até a Defesa Civil do Estado para ver o que podia ser feio em relação abertura de bebedouros, reservatórios e caminhões pipa. Toda a bancada do Oeste interviu e pediu recursos para minimizar o efeito da falta de água. “Em reunião o governo se comprometeu em destinar R$ 100 milhões para dar conta da estiagem em todo o Estado de Santa Catarina, por conta do decreto de emergência acredito que seremos contemplados com recursos para combater a estiagem” diz Rozane.
 
Demais projetos em andamento
A empresa que venceu a licitação logo irá iniciar a reforma do portal da cidade. Por meio de uma emenda do deputado Maurício Eskudlark (PR) a obra no pavilhão da linha São Braz será finalizada, a empresa que venceu a licitação já trouxe os materiais para dar continuidade aos trabalhos. “Por meio de uma intervenção do vice-prefeito, Jucemar de Mello, conseguimos recursos para finalizar o pavilhão” finaliza a prefeita Rozane.
 
Receba as notícias do Portal Sentinela do Oeste no seu telefone celular! Faça parte do nosso grupo de WhatsApp através do link: https://chat.whatsapp.com/Bzw88xzR5FYAnE8QTacBc0
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »