22/06/2021 às 17h50min - Atualizada em 22/06/2021 às 17h50min

Guarujá recebe R$ 2 milhões com garantia da União

Esse é o primeiro contrato assinado no Brasil no ano de 2021 na linha FINISA com garantia da União

Da redação
Fernando Wasen: O financiamento de R$ 2 milhões irá atender uma demanda muito aguardada que é a geração de emprego e renda.
No dia 17 o município de Guarujá do Sul assinou o primeiro contrato do Brasil com a Caixa Econômica Federal através da linha do FINISA (Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento) no valor de R$ 2 milhões com garantia da União. O financiamento será investido na construção de novos galpões no Parque Industrial do município. O contrato tem vigência de 10 anos com 1 ano de carência.
No ato de assinatura estiveram presentes o prefeito Claudio Junior Weshenfelder, o vice Noé Nauro Benetti, o presidente da Câmara de Vereadores Cléber Weschenfelder, o superintendente da Caixa Econômica Federal Marciel Ludwig, o gerente da agência da Caixa Econômica de São José do Cedro Cassiano Marcos Cossul e secretários municipais.
A prefeitura iniciou os trâmites legais para obter esse recurso ainda em dezembro de 2020. A partir daí foram feitas várias mudanças no projeto para adequá-lo as leis municipais e as exigências da Secretaria do Tesouro Nacional. A Caixa econômica Federal foi mediadora no financiamento
 “Passados seis meses desse trâmite temos a satisfação de assinar o contrato. Esse é o primeiro contrato assinado em território nacional no ano de 2021 na linha FINISA pela Caixa Econômica Federal com garantia da União. Nem todos os municípios conseguem se habilitar para buscar crédito com garantia da União. Guarujá do Sul conseguiu pois tem uma boa condição fiscal. Nosso balancete contábil, nossos dados ficais, nosso conceito junto ao tribunal de contas é muito positivo, isso nos permitiu acessar a linha mais complexa de financiamento que é ter a garantia da união” explica o prefeito Claudio.
 
Diferença de um financiamento com garantia da União
“Quem garante a operação é a União, o município não coloca uma garantia própria, ele coloca uma contra garantia. Contratar com a garantia da União permite a busca de mais recursos. Conseguimos inclusive financiar com juros bem baixos” explica Claudio.
O financiamento conta com 120 meses de contrato de vigência, sendo 108 de amortização de capital e um ano de carência. Então são nove anos para liquidar a dívida e taxa de juros.
O financiamento de R$ 2 milhões irá atender uma demanda muito aguardada que é a geração de emprego e renda. A construção dos pavilhões no Parque Industrial permitirá que investidores se instalem em Guarujá. “Sem dúvida essa é uma conquista muito grande e muito esperada. Investimos muito na nossa área industrial. Agora podemos construir os pavilhões industriais, acolher empreendedores e investidores. Com o próprio movimento econômico gerado por essas empresas conseguiremos pagar as parcelas do financiamento” fala o prefeito.
Nem todas as áreas do Parque Industrial estão definidas para ocupação de empresas, então ainda não é possível fazer uma estimativa do retorno financeiro que a prefeitura terá. “Temos muitas propostas e estudos feitos. Diante disso teremos evidentemente algum retorno. É uma engrenagem, a partir da geração de empregos movimentamos a economia local, o que demanda novas creches e projetos habitacionais. Tudo isso põe Guarujá em uma perspectiva de crescimento. É uma alegria nesse ano de aniversário de 60 anos de emancipação do município poder anunciar tantas coisas boas, estamos crescendo e muitas coisas estão acontecendo” finaliza o prefeito Cláudio.

Receba as notícias do Portal Sentinela do Oeste no seu telefone celular! Faça parte do nosso grupo de WhatsApp através do link: https://chat.whatsapp.com/Bzw88xzR5FYAnE8QTacBc0
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »