10/11/2021 às 09h58min - Atualizada em 10/11/2021 às 09h58min

49 suspeitos de furtar 545 bancos no Brasil são presos em Floripa

Segunda fase da operação Pesca Urbana cumpre 18 mandados de prisão preventiva e 34 de busca e apreensão

ND+
PF
A PF (Polícia Federal) interrompeu, na manhã de hoje, uma operação contra uma organização criminosa que furtou 545 terminais de autoatendimento de agências bancárias em 2021 no país. Entre os 18 mandados de prisão preventiva, três são cumpridos em Florianópolis.
Esta é a segunda fase da operação Pesca Urbana, que cumpre 34 mandados de busca e apreensão, além de medidas para bloqueio de bens em São Paulo, Bahia, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Sergipe e Espírito Santo.
As investigações iniciaram em janeiro deste ano, a partir do ataque a nove agências da Caixa Econômica Federal na Serra Gaúcha, o que resultou na deflagração da primeira fase da operação, em 23 de abril.
Após a deflagração da primeira fase da operação, a organização criminosa prosseguiu com ataques a agências da Caixa Econômica Federal nas regiões da Grande Porto Alegre, do Litoral do Rio Grande do Sul e em outros Estados.
A operação de hoje, visa também a apreensão de novas provas e de bens adquiridos com os crimes para ressarcir os prejuízos. Até esta manhã, 49 pessoas envolvidas com a organização criminosa haviam sido presas em flagrante por furto a agências bancárias em diversos Estados.
Os 18 mandados de prisão preventiva foram cumpridos em São Paulo (SP), Aracaju (SE), Cariacica (ES), Florianópolis (SC), Três Lagoas (MS) e em Vitória da Conquista (BA). Também foram cumpridos 34 mandados de busca e apreensão, destes 33 em São Paulo.
 
Furto qualificado e organização criminosa
Os investigados responderão pelos crimes de furto qualificado, organização criminosa e outras práticas criminosas que podem ser identificadas na sequência das investigações.
O grupo é investigado pelas unidades da Polícia Federal em Caxias do Sul (RS), Porto Alegre (RS), Salvador (BA), Palmas (TO), Maringá (PR) e Aracaju (SE).
As ações contaram ainda com o apoio da Força-Tarefa de Segurança Pública da Polícia Federal em Uberlândia (MG) e com a colaboração da Superintendência Regional de São Paulo.
A operação foi denominada Pesca Urbana em razão do sistema utilizado pelo grupo criminoso para “fisgar” envelopes com valores depositados em terminais de autoatendimento de agências bancárias.
 
 
Receba as notícias do Portal Sentinela do Oeste no seu telefone celular! Faça parte do nosso grupo de WhatsApp através do link: https://chat.whatsapp.com/Bzw88xzR5FYAnE8QTacBc0
Siga nosso Instagram: https://www.instagram.com/jornalsentinela/
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »