16/11/2021 às 13h26min - Atualizada em 16/11/2021 às 13h26min

Relíquia familiar é restaurada após 4 anos

O fusca da família Bernardon tem história, e após 4 anos de restauração ele está do jeito que saiu da fábrica

Da redação
Há quatro anos, Carlos Brasso, proprietário da Autopeças Adicar restaurava um fusca. O carro é de 1973 e estava bem deteriorado na propriedade da família Bernardon, na linha Coxilha Negra, interior em Palma Sola. Carlos se comprometeu em deixar o fusca do jeito que saiu da fábrica.
Carlos conta que tudo foi desmontado. “Trocamos parafuso por parafuso”, afirmou o mecânico. “O motor estava bom, mas mexemos na parte elétrica e fiação, que tinha sido danificada por ratos. Trocamos o estofamento e colocamos cintos de segurança. Cuidamos dos mínimos detalhes para que o carro ficasse como saiu da fábrica”, afirmou.
Uma das grandes dificuldades durante a restauração, foi encontrar as peças e acessórios originais para o fusca. Carlos explica que eles garimparam em ferro-velho e na internet para achar tudo. “Foi bem complicado, temos que saber a história do carro, ter uma noção de como ele era, pois todos os anos eles mudam. Inclusive a dona e o seu filho Rudi ajudaram bastante, pois ele lembrava de como era o fusca. Também tivemos dificuldade para encontrar peças de boa qualidade. Temos que achar peças usadas boas, pois quando são novas a qualidade é bem ruim”, explica Carlos.
Foi bastante trabalhoso deixar o fusca inteiro com peças de qualidade, mas como o dono não tinha pressa, ele ficou quatro anos sendo restaurado, conforme as peças chegavam e a disponibilidade de tempo dos mecânicos.
“No fim ia compensar mais se Rudimar comprasse um fusca novo, mas ele disse que esse carro tinha história, foi da mãe dele, inclusive eles têm a nota fiscal e manual do carro. O fusca foi um dos primeiros carros da comunidade então na época ele socorria muita gente e acabava fazendo muitos trabalhos para a comunidade. O carro era dos pais do Rudimar, quando o pai faleceu ele era criança e o fusca ficou na família, é uma relíquia que ele não vende de jeito nenhum. Rudimar comentou que quer levar sua mãe na igreja com o fusca, como fazia antigamente”, finaliza Carlos.
 


Receba as notícias do Portal Sentinela do Oeste no seu telefone celular! Faça parte do nosso grupo de WhatsApp através do link: https://chat.whatsapp.com/Bzw88xzR5FYAnE8QTacBc0
Siga nosso Instagram: https://www.instagram.com/jornalsentinela/


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »