03/12/2021 às 13h32min - Atualizada em 03/12/2021 às 13h32min

Programa Juro Zero

O objetivo é fomentar a vinda de empresas para o município, gerando emprego e renda ao sulflorenses

Da redação
Divulgação: “Posso dizer que hoje só não trabalha quem não quer, as indústrias, lojas, mercados, metalúrgicas, propriedades rurais, todos precisam de funcionários”, afirma o prefeito Junior.
No dia 17 a Câmara de Vereadores de Flor da Serra do Sul aprovou o programa Juro Zero. O programa dará suporte às empresas, microempresas e MEI’s (Micro Empreendedor Individual) do município. 
 
Como funciona
A prefeitura fará parcerias com as cooperativas de crédito, que realizam financiamentos para as pequenas empresas. Quem paga os juros desse financiamento é a prefeitura municipal. As indústrias têm direito a empréstimos de até R$ 15 mil, as microempresas até R$ 10 mil. Para o MEI o financiamento é de R$ 7,5 mil. “As empresas pagam somente o capital e através da Secretaria de Indústria e Comércio, nós pagamos os juros, com limite de R$ 150 mil de juros pagos ao ano. Esta foi a maneira que encontramos de estimular o comércio local, incentivar quem quer abrir uma pequena empresa ou até mesmo fazer uma revitalização agora no natal”, ressalta o prefeito Júnior Veterinário.
O pagamento do financiamento pode ser feito em até 24 meses, vale lembrar que a prefeitura não se responsabiliza por eventuais quebras de contratos ou dívidas de quem contratou o financiamento. Os participantes do programa serão beneficiados com o subsídio de juros uma única vez. Ainda de acordo com a Lei municipal que estabelece o programa, os financiamentos serão concedidos enquanto houver disponibilidade financeira e orçamentária do município.
A previsão para cadastrar as cooperativas de crédito é de 15 dias e em dezembro o programa estará em pleno funcionamento.
 
Novas empresas
Além do programa Juro Zero, a prefeitura doa postes para empresas que querem montar ou expandir um galpão. “São maneiras de fomentar a vinda de empresas pra cá e junto disso a geração de empregos”, explica o prefeito.
Uma das empresas que recentemente se instalou no município é a Pampa Sul, que faz bombachas. “Hoje temos poucas fábricas de bombachas no Brasil, e uma delas fica no nosso município. Há mais de 20 anos conheço o dono da Pampa Sul, tínhamos uma afinidade e ao assumir, fomos alinhando a possibilidade da empresa se instalar aqui e deu certo. Agora estamos com planos de ajudar a empresa expandir os negócios, eles têm planos de abrir uma camisaria e estamparia. Estamos investindo muito na parte de indústrias e nas pequenas empresas que também estão investindo aqui em Flor da Serra. Ofertamos cursos para preparar a população e temos mão de obra qualificada”, conta Junior.
De acordo com o prefeito, a Dandara, uma empresa que fabrica camas e casinhas para pets, planeja se instalar no município. “Está tudo bem encaminhado e a empresa deve iniciar os trabalhos em dezembro. Já a CCA, que faz transporte de frangos, foi uma empresa que expandiu, ajudamos com um barracão e eles se comprometeram a gerar mais 30 empregos no município”
Através da Agência do Trabalhador sempre tem vagas de empregos abertas, e segundo Junior, falta mão de obra no município. "Chegou no ponto que a gente sonhava, que é faltar gente pra trabalhar, acho que todo gestor quer isso, é um sinal que temos empresas, que o município está crescendo e a economia girando. Posso dizer que hoje só não trabalha quem não quer, e não só na parte de indústrias, em lojas, mercados, metalúrgicas, propriedades rurais, todos precisam de funcionários.

Receba as notícias do Portal Sentinela do Oeste no seu telefone celular! Faça parte do nosso grupo de WhatsApp através do link: https://chat.whatsapp.com/Bzw88xzR5FYAnE8QTacBc0
Siga nosso Instagram: https://www.instagram.com/jornalsentinela/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »