10/01/2022 às 08h09min - Atualizada em 10/01/2022 às 08h09min

Transmissão do Covid-19 pode baixar nos próximos dias

Transmissão pode ter decréscimo em duas semanas, diz infectologista e professor da FMUSP, Marcos Boulos

CNN
Divulgação
Em entrevista à CNN o infectologista, professor da FMUSP e superintendente da SUCEN (Superintendência de Controle de Endemias), Marcos Boulos, afirmou que nas próximas semanas o Brasil pode ver uma queda no índice de transmissibilidade da variante Ômicron do coronavírus.
“Com a Ômicron pode ser que não tenha essa calamidade que está acontecendo na Europa. Como ela é de alta transmissibilidade, provavelmente ela daqui a algum tempo deve descer com a intensidade grande, porque infecta muita gente e acaba caindo. É possível que em uma ou duas semanas se organize essa transmissão e a gente comece a ter um decréscimo da doença”, explicou o infectologista.
Segundo o médico, atualmente a Ômicron tem contribuído muito com as infecções, impulsionadas pelas aglomerações ocorridas nas festas de fim de ano. Porém, destacou que o alto nível de vacinação é um fator positivo para evitar as internações.
“A variante Ômicron tem contribuído muito para essa transmissibilidade enorme que estamos vendo, a grande maioria sem gravidade, o que é bom. A demanda hospitalar só no pronto atendimento, porque não está precisando internar, felizmente”, disse.
“Nosso grau de vacinação – apesar de termos começado tardiamente – houve uma procura grande, aumentamos muito a vacinação. Tivemos um problema negativo, mas que contribuiu para o menor número de casos: tivemos muitas infecções e isso aumentou a resistência”, acrescentou o médico à CNN.


Receba as notícias do Portal Sentinela do Oeste no seu telefone celular! Faça parte do nosso grupo de WhatsApp através do link: https://chat.whatsapp.com/Bzw88xzR5FYAnE8QTacBc0
Siga nosso Instagram: https://www.instagram.com/jornalsentinela/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »