15/07/2020 às 08h10min - Atualizada em 15/07/2020 às 08h10min

Palmasola S/A elege novo conselho de administração

Membro do conselho de administração afirma que a empresa está saudável financeiramente, atualmente empregando mais pessoas, mas que o grande destaque é a transparência na gestão dos negócios

Em entrevista ao Sentinela o médico pediatra José Luiz Crestani que presidiu o Conselho de Administração por 2 anos garante que a empresa está saudável, que fez o dever de casa, que pelo 2º ano consecutivo teve seu balanço auditado por uma empresa de auditoria independente: Martinelli Auditores. “A única ressalva é relacionada aos ativos biológicos, trabalho este desenvolvido há bastante tempo e que não pode ser concluído até o fechamento do balanço auditado” explica José Luiz.
O turn over da empresa é alto, contudo o número de colaboradores é maior nos últimos anos. José Luiz também ressalta que a renda média dos colaboradores aumentou, que há mais pessoas graduadas, engenheiros de produção de qualidade e de processo trabalhando nesta empresa septuagenária.
Entre as conquistas dos últimos anos está o PPR, a uniformização dos colaboradores, construção de um refeitório, sala de aula para cursos de prevenção e aperfeiçoamento, investimento na creche do bairro Agrícola em parceria com a Prefeitura de Palma Sola. “Em razão da pandemia a creche está fechada, mas é algo que nos orgulha muito. É a única creche em todo o estado de Santa Catarina que funcionava 24 horas por dia” ressalta José.
José Luiz foi o primeiro Crestani a nascer em Palma Sola. Como filho de um dos fundadores da Palmasola S/A afirma: “Temos muitos feitos para descrever e nos orgulharmos, lembrando que nada se faz sem planejamento, trabalho e muita dedicação. Temos um excelente Diretor Presidente, nosso CEO Sr. Mário Medes, que montou um staff altamente motivado e dedicado, formando realmente um time, vestindo a mesma camisa, do qual, certamente, nossos antecessores, os pioneiros da Palmasola, sentiriam orgulho”.
 
1. Qual o motivo para as mudanças ocorridas nos últimos anos?
R- A Palmasola S/A, embora Sociedade Anônima, é uma empresa familiar com 69 anos de existência. Nunca foi fácil administrar opiniões divergentes, principalmente entre pessoas com vínculo de parentesco e visões diferentes. Ao longo dos últimos anos era crescente o descontentamento de grande parte dos acionistas em relação à administração da Empresa.  Daí surgiu o Acordo de Acionistas, um acordo majoritário com acionistas dispostos a profissionalizar a administração, dando-lhe transparência, eficiência, competitividade, crescimento sustentável aos negócios, vedação ao nepotismo, respeitando sempre o compromisso de ser um agente de desenvolvimento econômico, ambiental e social, como descrito nos Princípios Básicos da Companhia em seu Capítulo I do Acordo de Acionistas.
 
2. Quem é o pediatra e empresário José Luiz Crestani, que por 2 anos foi presidente do recentemente criado “Conselho de Administração”?
R- JLC nasceu em Palma Sola aos 16 de março de 1954, sendo o 4º filho de Adelino J. Crestani e Amábile Carolina Crestani e o primeiro Crestani a nascer em Palma Sola. Estudou o “ginásio” no Seminário Apostólico da Sagrada Família em Santo Ângelo-RS, o 2º grau no Colégio Agrícola Augusto Ribas na cidade de Ponta Grossa-PR e cursou a Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Paraná, onde graduou-se Médico em 1977. Depois fez Residência Médica em Pediatria com especialização em Medicina do Adolescente posteriormente. Casou-se em Dionísio Cerqueira-SC com a Arquiteta Terezinha Barreiro em 1981, atuando profissionalmente nesta cidade até 1989. Mudou-se então para Balneário Camboríu-SC, onde vivem até hoje. Sempre atuou como médico, embora, paralelamente esteja envolvido nas empresas de Construção Civil de sua esposa Terezinha. Nos anos 90 fez curso de Conselheiro e atuou como Conselheiro Fiscal na Unicred Litoral, então Cooperativa de Crédito dos Médicos de vários municípios da região da AMFRI. Exerceu ainda a função de Vice-Presidente da POLYTERMINAIS Portuários S.A., empresa sediada em Itajaí-SC, durante um período de 6 anos, até o ano de 2016.
 
3. Como foi composto este conselho e quais são os seus objetivos?
R- O Conselho de Administração foi criado dentro da lei das S/A com a finalidade de Administrar a Companhia, juntamente com a Diretoria Executiva, de conformidade com a legislação aplicável, o seu Estatuto e as disposições do Acordo de Acionistas. É composto por 5 membros eleitos para um mandato de 2 anos, sendo permitida a reeleição.
 
4. Enquanto presidente - ao longo deste período - o que avalia como progresso na Palmasola S/A?
A lista é longa e tomaria muito espaço a descrição de tudo o que foi feito.  O Acordo foi firmado e, desde então, toda a administração foi feita através do Acordo. Não há espaço para individualismo. TRANSPARÊNCIA é a palavra chave. A Diretoria toma as decisões de gestão do negócio. O Acordo foi feito para salvaguardar os interesses de todos e a vontade de um sócio não pode ser imposta à indústria ou ao todo.
 
5. Quais foram os principais obstáculos e desafios enfrentados?
Os desafios inerentes a uma empresa sexagenária - quase septuagenária – que precisa continuar e ampliar seus horizontes, refazer seu parque fabril, renovar sua frota, melhorar sua produtividade, reduzir os custos, gerar benefícios a seus acionistas e a seus colaboradores, manter-se competitiva num mercado interno e externo cada vez mais exigente, requerendo ousadia e cautela ao mesmo tempo.
 
6. Qual é o atual número de sócios e herdeiros?
Devemos nos lembrar sempre que a Palmasola S/A  é uma Sociedade Anônima, embora tenha sua origem familiar. De tal forma que hoje temos Acionistas representados por Pessoas Jurídicas que respondem por parte substancial das ações da Empresa. Mas posso afirmar que as ações estão pulverizadas em um grande número de Acionistas que ainda se vêm como “sócios”, o que dificulta enormemente a gestão da Companhia. Ao mesmo tempo, está já na 3ª geração, o que demonstra que as raízes continuam sólidas.
 
7. No início deste mês de julho foi realizada a Assembleia Geral Ordinária. O que mudou e quais as atribuições deste conselho?
R- Nada de excepcional, apenas a AGO da Empresa, que anualmente é feita até o mês de abril, para prestação de contas aos acionistas, bem como para a eleição dos membros do Conselho de Administração. Em função da Pandemia pelo Coronavírus, foi adiada até esta data, na expectativa de que já estivesse tudo normalizado. Como a atual situação ainda é inspiradora de cuidados e requer afastamento social, facultada pela atual legislação emergencial, foi realizada sobre uma plataforma de videoconferência, com um mínimo de acionistas presenciais e a maioria através da plataforma eletrônica, que, imagino, deverá ser a norma daqui para a frente.
O Conselho de Administração foi renovado, sendo seus atuais membros: Giovana Augusta Crestani (Presidente), Sulamita Maria Lenhardt Kuhn, Marciano Rubel, Francisco Carlos Souza Junior e José Luiz Crestani.
As atribuições do Conselho de Administração, como já acima dito, é administrar a Companhia juntamente com a Diretoria Executiva, de conformidade com a legislação aplicável, o seu Estatuto e as disposições do Acordo de Acionistas.
 
8. Como filho de um dos fundadores e herdeiro qual é o seu sentimento em relação a Palmasola S/A e ao município de Palma Sola?
Palma Sola é minha cidade natal. Isto não se muda! A empresa é fruto do trabalho dos pioneiros e seus colaboradores. Ela foi e continua sendo essencial ao Município de Palma Sola. Precisa falar mais?
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »