29/07/2020 às 08h15min - Atualizada em 29/07/2020 às 08h15min

Licitação passa de R$ 1 milhão

Junto de uma emenda de R$ 859 mil do deputado federal Maldaner, a administração palmassolense licitou a obra para a construção de uma área coberta na Rua Francisco Zanotto

Na semana passada, ocorreu a licitação para a contratação da empresa que fará a construção da área coberta na Rua Francisco Zanotto em frente a igreja Matriz em Palma Sola. Esta área coberta será utilizada para a realização de feiras livres. O prefeito Cleomar Mantelli, popular Kiko e vice Moacir Sansigolo acompanharam o processo licitatório.

De acordo com a presidente da Comissão e responsável pelo setor de Licitações, Marines Sansigolo, duas empresas participaram do processo, sendo elas a LB Engenharia e a EKX Engenharia. Após analisados os documentos, foi declarada como vencedora a empresa EKX, que apresentou o menor valor – R$ 1.098.000,00. O prefeito Kiko ressalta que a emenda foi destinada pelo deputado federal Celso Maldaner (MDB), no montante de R$ 859 mil e o restante será de recursos próprios do município de Palma Sola. "Fiquei muito feliz com mais esta licitação. A obra será em uma rua que sempre utilizamos para os eventos, principalmente no final do ano. Além, é claro, de agora estar podendo utilizar também para outras atividades. A área coberta será na rua da praça, em frente à igreja matriz. O projeto ficou muito bonito, em breve estaremos divulgando fotos de como vai ficar, para que os palmassolenses possam visualizar a grandeza do investimento", finaliza. A altura de vão livre para tráfego de veículos será de até 4 metros.

O engenheiro Eduardo Cézar Kuhn, proprietário da EKX, explica que esta não é uma obra complexa, contudo é diferente em relação a materiais normalmente utilizados na região. “Se trata de uma rua coberta com fundações em concreto armado, pilares vigas e terças em estrutura metálica” revela. Eduardo também lembra que neste momento o principal problema continua sendo a pandemia do coronavírus: “Os principais insumos para esta obra vem de siderúrgicas, e muitas delas estão trabalhando em turnos reduzidos ou com quadro menor de funcionários. Ao mesmo tempo a demanda por estes produtos está em alta”. Eduardo acredita que após iniciada esta obra levará entre 6 a 10 meses para ser concluída, mas este tempo pode sofrer alterações em razão do Covid-19.

Para pequenos municípios como Palma Sola são obras como esta que significam dinheiro movimentando a economia local. A empresa vencedora da licitação é de Palma Sola, e o próprio engenheiro Eduardo acredita que do valor total, pelo menos R$ 500 mil fique diretamente no município. Aproximadamente R$ 300 mil em salário dos pedreiros, dos serventes, do mestre de obras, e pelo menos mais R$ 200 mil em insumos que a EKX pode comprar diretamente das lojas de material de construção do município.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »